XX Plenária Nacional da Fenajufe começa discutindo cenário de crise e ataque contra trabalhadores brasileiros

XX Plenária Nacional da Fenajufe começa discutindo cenário de crise e ataque contra trabalhadores brasileiros

Luciano Beregeno
Fotos: Joana Darc Melo/Fenajufe
            Guilherme Garcia 

Teve início na quarta-feira (24/11) em Brasília, no Royal Tulip Brasília Alvorada Hotel, a XX Plenária Nacional Extraordinária da Fenajufe. A primeira mesa de trabalho foi composta pelos coordenadores gerais da Federação, Helenio Barros, José Aristeia e Júlio Brito, juntamente com o coordenador-geral do Sindjus/DF, José Rodrigues Costa Neto.

A cerimônia de abertura contou com a presença dos convidados Graciella Panizza, secretária de Imprensa da Associación de Funcionários Judiciales del Uruguay (AFJU) e José Luis Ronconi, dirigente da Federación Judicial Argentina (FJA), além da presença de André Luis Boratto Braga, presidente da Associação dos Servidores da Justiça do Distrito Federal (Assejus ); Gerardo Lima, presidente da Associação dos Oficiais de Justiça (AOJUS) e coordenador da Fenajufe; do presidente da Federação Nacional das Associações dos Oficiais de Justiça Avaliadores federais (Fenassojaf) e também coordenadora da Fenajufe, Marcelo Ortiz; Arlete Ribeiro, primeira-presidente da Associação Nacional dos Técnicos Judiciários (Anatecjus); Luiz Fernando Pereira Souza, presidente da Federação Nacional dos Servidores do Judiciário nos Estados (Fenajud); João Paulo Ribeiro, presidente da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) , Everson Feuser e Dovercino Borges Neto representando a Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais e Maria Sineide Silva, da Revista caros Amigos.

Helenio Barros destacou o momento pelo qual passam os servidores públicos frente os ataques promovidos pelo governo Temer. Já o coordenador Julio Brito lembrou que esta Plenária foi deliberada pelo 9º Congrejufe para apreciar as propostas que não foram deliberadas no Congresso, realizado em Florianópolis entre 27 de abril e 1º de maio. Por sua vez, José Aristeia fez uma rápida avaliação do cenário de retrocessos que envolve os trabalhadores e reforçou que só a unidade poderá fortalecer a luta dos servidores.

Costa Neto, coordenador do Sindjus/DF, condenou a gravidade dos ataques perpetrados pelo governo contra os servidores, principalmente nas medidas estabelecidas pela PEC 55/16. Costa Neto também foi incisivo ao destacar que só a união dos servidores constrói alguma chance de resultado positivo.

Convidada representando os servidores do Judiciário uruguaio,Graciella Panizza estabeleceu a conexão entre as categorias no Brasil e naquele país, por viverem problemas semelhantes. Em nome da Associação dos servidores uruguaios, Graziella fez a entrega de um quadro retratando a luta dos trabalhadores à Fenajufe.

Outro convidado, José Luiz Ronconi, discorreu rapidamente sobre a situação dos servidores do judiciário na Argentina. Na sequência foi exibido um vídeo em homenagem à luta dos servidores do PJU e MPU e a atualização do cenário em que se insere essa luta.

Participaram da cerimônia de abertura os coordenadores da Fenajufe Adilson Rodrigues,  Adriana Faria, Alisson Ribeiro, Cristiano Moreira, Edmilton Gomes, Elcimara Souza, Erlon Sampaio, Gláucio Luiz da Silva, José Everson Nogueira, Marcelo de Melo Ferreira, Rodrigo Carvalho, Rodrigo Peixoto, Ronaldo das Virgens, Mara Weber e Vicente Sousa. 

A XX Plenária Nacional pode ser acompanhada ao vivo no site da Fenajufe, através dos links postados diariamente na abertura dos trabalhos.