Confira quadro nacional de greve

Confira quadro nacional de greve

A greve dos servidores do Judiciário Federal e do MPU cresceu nesta segunda-feira (20), com as adesões dos servidores de Alagoas, Minas Gerais, Piauí, Maranhão e Justiça do Trabalho da 15ª Região. No próximo dia 27, Goiás adere à paralisação, indo para o dez o número de unidades da federação na greve.

Confira abaixo o quadro de greve pelo PCS.

Greve por tempo indeterminado

Sindjus-DF: A greve do Judiciário e do Ministério Público da União completa nesta quarta-feira (22) três semanas. Nesta terça-feira (21) foi realizado um ato no Ministério do Planejamento, de onde os servidores saíram em caminhada em direção ao Palácio do Planalto. A manifestação foi encerrada em frente à sede do governo. As mobilizações esta semana seguem com os piquetes em todos os locais de trabalho.

Sintrajud-SP: A greve por tempo indeterminado, que teve início no dia 8 de agosto, está mais forte no TRE e no Fórum Trabalhista da Barra Funda. Na manhã desta terça-feira (21), o maior Fórum Trabalhista do país, Ruy Barbosa, parou totalmente suas atividades. Quase mil servidores aderiram à greve. Os arrastões realizados no prédio pelos grevistas confirmaram: 25 audiências suspensas, das 90 varas 85 estavam fechadas, sendo que em algumas as luzes estavam apagadas. A força da greve também suspendeu o atendimento ao público e cancelou o leilão. Na Baixada Santista, a paralisação na JT também foi geral. Os fóruns de Santos, Praia Grande, São Vicente pararam quase na totalidade, sendo que as audiências foram suspensas. A adesão no TRE (Francisca Miquelina e Brigadeiro) e na JF também está forte. No interior e na Baixada Santista há greve em: Araraquara, Barueri, Cotia, Diadema, Ferraz de Vasconcelos, Guarulhos, Itapecerica da Serra, Poá, Praia Grande, Ribeirão Pires, São Vicente, Santos, Cubatão e Guarujá. A próxima assembleia estadual será na JT da Barra Funda, na quarta-feira, 22 de agosto, às 14h.

Sindijufe-MT: A greve dos servidores no Mato Grosso, que também iniciou no dia 8/08, continua firme esta semana. Nesta terça-feira (21) o Sindijufe-MT promoveu uma reunião com representantes de outras categorias em greve no serviço público, em que foi debatido a construção de ato público unificado em Cuiabá.

Sintrajusc-SC: Em Santa Catarina, a greve, que teve início no dia 13 de agosto, vem crescendo a cada dia, segundo informações do Sintrajusc-SC. Servidores da JT em Florianópolis fazem paralisação diária de duas horas. Na segunda-feira (20) foram registradas novas adesões ao movimento, com a entrada de servidores da Justiça Federal de Lages, que se mantêm no movimento nesta terça. Servidores da JF e do MPF de Jaraguá do Sul também aderiram à greve. Nesta terça foi realizado ato em frente ao TER. Na quarta (22), haverá manifestação em frente à Justiça Federal em Florianópolis. Na quinta é a vez dos servidores de Chapecó fazerem ato unificado. A greve atinge a capital e os locais de trabalho de Lages, Rio do Sul, Jaraguá do Sul, Blumenau, Criciúma, Joinville, Laguna, Tubarão, Joaçaba e Chapecó e Barra Velha.

Sindjufe-BA: A greve começou forte na Bahia no dia 15 de agosto. O movimento atinge os três ramos do Judiciário Federal. Nesta terça-feira (21), foi realizado um ato no TRE. Nesta quarta-feira (22), a manifestação será no MPF, com servidores do Judiciário e do MPU. Na quinta-feira (23), a concentração da greve será na sede da JF, às 10. Em seguida, haverá assembleia geral, no Juizado Especial Federal, às 13h30, para discutir a continuidade da greve por tempo indeterminado.

Sintrajufe-RS: Os servidores do Judiciário Federal do Rio Grande do Sul, em assembleia geral na tarde desta terça-feira (21), aprovaram a continuidade da greve que teve início em 15 de agosto. Os grevistas lotaram o auditório das varas trabalhistas, em Porto Alegre. Havia servidores de Alvorada, Cachoeirinha, Canoas, Encantado, Esteio, Estrela, Gravataí, Montenegro, Novo Hamburgo, Pelotas, Porto Alegre, São Jerônimo, São Leopoldo, Soledade, Taquara, Triunfo, Viamão e Uruguaiana. Nesta quarta-feira (22), haverá atividade unificada dos SPFs, às 11h30; e um debate sobre previdência complementar, no auditório da 1ª Instância da Justiça Federal, às 14h.

Sindjus-AL: Os servidores do Judiciário Federal e do MPU em Alagoas retomaram a greve por tempo indeterminado nesta segunda-feira (20). A concentração desta terça-feira (21) foi em frente ao prédio das Varas do Trabalho. Nesta quarta (22), os servidores do Judiciário Federal e do MPU realizarão ato público em frente ao Fórum Eleitoral, a partir das 9 horas. O comando de greve fará visita aos servidores, que não aderiram ao movimento paredista, para conscientizá-los sobre a importância da participação do movimento grevista nacional.

Sitraemg-MG: A greve dos servidores do Judiciário Federal em Minas Gerais iniciada nesta segunda-feira (20) vem ganhando adesões com a participação de trabalhadores do interior e da capital. Nesta terça-feira (21), cerca de 400 pessoas, vestindo camisetas pretas e munidas de apitos e buzinas, reuniram-se em frente ao prédio da Justiça Federal, em Belo Horizonte, no primeiro ato público após a deflagração da greve. Servidores do MPU também participaram da manifestação. Nesta quarta-feira (22), haverá ato público no TRT. Além dos órgãos da capital, a greve de Minas atinge Ituiutaba, Ipatinga e Juiz de Fora.

Sindiquinze-SP: A greve dos servidores do Fórum Trabalhista de Campinas ganhou novas adesões nesta terça-feira (21), segundo dia de paralisação da categoria. Das 12 Varas do Trabalho existentes no prédio, nove estão paralisadas. Em algumas delas, os servidores fixaram cartazes no balcão que informam aos advogados sobre a adesão à greve por tempo indeterminado da categoria e que o atendimento ocorre somente para assuntos relacionados às audiências. No dia 29 será realizada assembleia geral, que deverá reunir servidores de toda a 15ª Região para deliberar sobre a continuidade do movimento. Na segunda-feira (20), os servidores de Sorocaba realizaram um ato conjunto com os servidores do Ministério Público da União e Receita Federal. O Fórum de Franca, em reunião nesta segunda-feira (20), decidiu integrar o movimento a partir desta terça-feira (21).

Sintrajufe-PI: Servidores do Judiciário Federal e Ministério Público Federal no Piauí pararam suas atividades nesta segunda (20), primeiro dia de greve no estado. Servidores da Justiça do Trabalho, em Picos, também pararam suas atividades nesta segunda-feira. Nesta terça-feira (21) a concentração foi no TRE, desde as 7h. Por volta das 10h, comissões se deslocaram a demais locais de trabalho para convencer os colegas que ainda não aderiam ao movimento. Nesta quarta (22) haverá nova manifestação no TRE, a partir das 7h da manhã. A ordem é que os serviços parem completamente, com servidores fazendo piquetes para que ninguém entre para trabalhar.

Sintrajufe-MA: A partir desta segunda-feira (20) vários setores da base no Maranhão iniciaram nova greve. As zonas eleitorais de Carutapera e de Matões já comunicaram oficialmente ao juiz eleitoral local entrada na greve nacional, confirmada em assembleia geral do Sintrajufe-MA no último dia 14. As zonas eleitorais de Estreito, São Mateus, São Bento, São João dos Patos, Santa Luzia, Timbiras, Porto Franco, Codó, Barão de Grajaú, entre outras, também se preparando para fazer o comunicado oficial aos juízes locais. Com a confirmação de parte dessas zonas, esta greve se inicia com maior adesão de municípios maranhenses. Na capital, nesta segunda-feira (20) entraram em greve os servidores da Procuradoria do Trabalho. Ocorreram assembleias setoriais nesta terça (21), na Justiça Federal. Nesta quarta-feira (22), haverá setorial às 13h no Fórum Astolfo Serra e às 15h no TRE/MA. Ainda na quarta-feira, além da setorial no Fórum e TRE, o Sintrajufe se reúne com servidores da Justiça Eleitoral lotados no interior e que estão na capital para treinamento para as eleições.

Paralisação de 48 horas

Sindjuf-PB: Os servidores da Paraíba vão paralisar novamente suas atividades por 48 horas na próxima quarta e quinta-feira (22 e 23/08). Na tarde da quinta (23), será realizada uma caminhada dos servidores até as Varas do Trabalho, no Shopping Tambiá, onde passarão em todas as salas para convocar para a assembleia que será realizada em seguida na sede do TRE-PB. Em Campina Grande, na quarta-feira (23), às 8h, será realizado ato público no Fórum Irineu Jofilly. No ato, os servidores irão protestar contra a política de reajuste zero para o Judiciário há seis anos, e entregarão uma carta-aberta à população esclarecendo o movimento da categoria. A programação inclui atividades solidárias.

Greve a partir do dia 27/08

Sinjufego-GO: Os servidores do Judiciário Federal em Goiás decidiram aderir à greve nacional por tempo indeterminado pela aprovação do PCS a partir da próxima segunda-feira, dia 27 de agosto. A decisão foi tomada em assembleias setoriais realizadas nesta segunda e terça-feira (20 e 21), nos locais de trabalho, em Goiânia.

Atos e assembleias para discutir adesão à greve

Sinjuspar-PR: Em assembleia realizada no último dia 14, os servidores das Justiças Eleitoral e Federal do Paraná decidiram promover paralisação nesta quarta-feira (22). A paralisação será de 2 horas, das 13 às 15h. Nessa data os servidores também entrarão em “estado de greve”, o que permitirá a categoria promover paralisações ou entrar em greve de imediato, caso aprove em assembleia. Durante as 2 horas de paralisação haverá um arrastão em conjunto com servidores da Procuradoria da Republica e do Ministério Publico do Trabalho no Paraná. Os servidores da JF das Subseções de Paranaguá e Jacarezinho, no Paraná, decidiram paralisar completamente as atividades no dia 27/08/2012, podendo a mesma se estender por tempo indeterminado se assim for decidido em assembleia a ser realizada no final do dia.

Sisejufe-RJ: Com indicativo de greve para a quarta-feira, dia 22/08, servidores do Rio de Janeiro realizam assembleia geral nesse mesmo dia, às 12h, em frente à JF da avenida Rio Branco. Na assembleia, eles irão deliberar sobre deflagração da greve.

Sintrajur-RN: O sindicato realiza na tarde desta quarta-feira (22) uma assembleia extraordinária setorial na Justiça Federal para discutir sobre o andamento do PL 6613/09 e a estratégica de mobilização. A assembleia está marcada para às 14h da tarde no auditório da JF. Os servidores da Procuradoria da República decidiram aderir a uma greve geral do MPU durante assembleia, sexta-feira passada (17). Os grevistas assumiram compromisso de agir em conjunto com as demais categorias do funcionalismo federal a fim de pressionar o Governo a respeitar a autonomia orçamentária e a garantir, no Congresso, aprovação de recursos suficientes para o reajuste do MPU e do Judiciário.

Sintra-AM/RR: Servidores do TRT no Amazonas agendaram para esta terça-feira, dia 21 de agosto, a realização de um ato público, com assembleia geral para deliberar sobre o início da greve por tempo indeterminado no Amazonas. Até o fechamento deste quadro, não há informação sobre o resultado da assembleia.

Sintrajufe-CE: Os servidores da Justiça Federal em "estado de greve", o que significa, na prática, um aviso à Seção Judiciária e ao Tribunal de que os servidores poderão a qualquer momento decidir pela greve, realizar paralisações ou apagões.

Sinje-CE: Os servidores da Justiça Eleitoral estão em estado de greve e também participaram da manifestação unificada na última sexta-feira (17), juntamente com os colegas da Justiça Federal e do MPU. Eles aprovaram realizar reuniões nos locais de trabalho e ato público, em frente ao TRE/CE, nesta terça-feira, dia 21/8, com assembleia geral ao final da atividade. Até o fechamento deste quadro, não há informação sobre o resultado da assembleia.

Sindjufe-MS: Nesta terça-feira (21), o sindicato promoveu assembleia geral. Na pauta, a discussão e deliberação sobre calendário de mobilização com a possibilidade de deflagração de greve por tempo indeterminado no Judiciário Federal e MPU. Até o fechamento deste quadro, não há informação sobre o resultado da assembleia.

Da Fenajufe, Leonor Costa