Fenajufe - Setembro Amarelo: ambientes tóxicos e a perda da qualidade de vida no trabalho

Setembro Amarelo: ambientes tóxicos e a perda da qualidade de vida no trabalho

Alerta constantemente reiterado por estudiosos das relações de trabalho e que é realidade constatável no serviço público, os ambientes tóxicos permeados pelo autoritarismo e marcados por constantes situações de assédio moral, respondem diretamente pela degeneração da qualidade de vida nos ambientes de trabalho. O resultado é o submetimento do servidor a um quadro de pressão que sempre resulta em adoecimento, físico e mental.  Não raro os casos extremos se manifestam pela necessidade por fim ao sofrimento, dando cabo à à própria vida.

No Judiciário Federal não é diferente. Agravada pela manifesta constatação da Síndrome do Pequeno Poder*, as situações de assédio aumentam a pressão sobre os servidores, já extenuados pelo cumprimento de metas e pela própria organização do ambiente de trabalho.  Levantamentos das entidades do setor apontam para um alto índice de pessoas que já pensaram em suicidar-se. No extremo final desse caminho, paulatinamente vão sendo registrados casos de servidores que tiraram a própria vida nos locais de trabalho. O suicídio passa de ameaça, a uma realidade muito próxima.

Especialistas no tema alertam para o suicídio como expressão da deterioração da condição existencial do indivíduo, geralmente ligada a situações de assédio moral. Autor de um detalhado estudo sobre suicídio no serviço público, o médico e professor d José Roberto Montes Heloani alerta para a letalidade do assédio moral. Segundo ele, todo suicídio é uma mensagem do individuo sobre o que se passa em sua vida. Mortes no ambiente de trabalho refletem a deterioração das condições laborais e a frequente exposição ao assédio. São reflexos diretos da nova organização do trabalho, que transforma chefes e subordinados, em meros cumpridores de metas.  O assunto requer enfrentamento e precisa ser tratado coletivamente, de maneira solidária.

Com ações voltadas à prevenção, sindicatos da Fenajufe buscam ofertar amparo às bases nos estados e monitoram a deterioração das relações de trabalho no ambiente laboral.

Prevenção: falar é a melhor solução. Ligue 188

Segundo o Ministério da Saúde, em 2016 foram registradas 11.433 mortes por suicídio no Brasil. Um crescimento de 2,3% em comparação a 2015. São números que impressionam e tendem a crescer ante a permanência de situações como a fragilidade social e instabilidade econômica.

Iniciada em 2015, o Setembro Amarelo é uma campanha de prevenção ao suicídio, iniciada em 2015 pelo Centro de Valorização da Vida (CVV) em parceria com o Conselho Federal de Medicina (CFM) e a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP). As parcerias foram ampliadas e a iniciativa, hoje, conta com o apoio de diversas entidades e organizações.

Com o objetivo de mobilizar e sensibilizar a sociedade, a ideia é colocar em suicídio em debate. É falar sobre o tema, o que já foi um tabu, inclusive para a imprensa, sob o manto do “evitar falar para não incentivar”. A postura está mudando e o debate precisa ser diário num país onde são registrados 32 suicídios diariamente, com uma morte a cada 45 minutos.

Os contatos com o CVV são feitos pelos telefones 188 (24 horas e sem custo de ligação),  pessoalmente (nos 93 postos de atendimento) ou pelo site www.cvv.org.br, por chat e  e-mail. Também é possível acessar www.cvv.org.br para chat, Skype, e-mail e mais informações sobre ligação gratuita. Conheça aqui os postos e horários de atendimento.

CVV COMUNIDADE

É um programa de apoio emocional mantido pelo Centro de Valorização da Vida.  Visa apoiar as pessoas com necessidade de ajuda emocional e em locais e situações de risco, ajudando-as a lidar com as realidades cotidianas e inesperadas em qualquer lugar da comunidade. Para acompanhar os próximos eventos e grupos já existentes, acesse a página https://www.facebook.com/CVV-Comunidade-Brasil ou escreva para O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. . Atualmente são estes os grupos em funcionamento:

 

Região Nordeste

CVV GASS RECIFE/PE (Madalena)

Rua Monsenhor Ambrosino Leite, 155, Santana, Recife – PE

Contatos: 081 97177111; 081 988911380

Reunião na 1ª e 3ª segunda-feira do mês, das 19h00 as 21h00

 

CVV GASS RECIFE/PE (Boa Viagem)

Rua Sirinhaém, 125-A, Córrego do Jenipapo, Recife, PE

Contatos: 081 981651871; 081 98075748

Reunião na 1ª e 3ª sextas-feiras do mês, das 15h00 as 17h00

 

Região Centro-Oeste

CVV GASS CUIABÁ/MT

Rua Comandante Costa, 296, Centro, Cuiabá – MT

Contato: 065 992380503

Reuniões todas às 5a-feiras do mês, às 19h30

 

CVV GASS BRASÍLIA/ASA NORTE/ DF

Igreja de São Miguel Arcanjo e Santo Expedito EQN 303/304, Asa Norte (atrás da Escola Parque 303/304 Norte) Brasília – DF

Reunião na ultima quinta-feira do mês, das 18h45 as 20h45

 

CVV GASS TAGUATINGA/DF

Casa do Caminho, QNJ, Área Especial 06, Taguatinga Norte, 141, Brasília, DF

Contato: 061 33264111

Na última sexta feira do mês, das 19h:30 as 21h30

 

Região Sudeste

CVV GASS RIO DE JANEIRO/RJ

Rua Conde de Bonfim, 764, CAP2 da Tijuca, Rio de Janeiro, RJ

Contato:  O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Reunião na 2ª segunda-feira do mês, das 17h30 as 19h30

 

CVV GASS RIO DE JANEIRO/RJ

Rua Conde de Bonfim, 764, CAP2 da Tijuca, Rio de Janeiro, RJ

Contato:  O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Reunião na 4ª quinta-feira do mês, das 10h00 às 12h00

 

CVV GASS ABOLIÇÃO/SP

Rua Abolição 411, Bela Vista, São Paulo – SP

Informações: 011 983189663

Reunião na 1ª quarta-feira do mês, das 19h30 às 21h30

 

CVV GASS VILA CARRÃO/SP

Rua Pinhalzinho, 389, Vila Carrão, São Paulo – SP

Informações: 011 964288439

Reuniões no 4º sábado do mês, das 14h30 as 16h30

 

CVV GASS PINHEIROS/SP

Rua Cristiano Viana, 972, Pinheiros, São Paulo – SP

Informações: 011 962689450

Reuniões no 2º sábado do mês, das 14h30 as 16h30

 

CVV GASS GUARULHOS/SP

Rua Otávio Nunes da Silva, 66, Vila Moreira, Guarulhos, SP

Informações: 011 977740550

Reuniões no 2º sábado do mês das 14h30 as 16h30

 

CVV GASS SOROCABA/SP

Rua Nogueira Martins, 334, Centro, Sorocaba- SP

Contatos: 015 32324111; 015 981336481

Na última quinta-feira de cada mês, das 19h00 às 21h00

 

Região Sul

CVV GASS CURITIBA/PR

Rua Carneiro Lobo, 35, Bairro Água Verde, Curitiba, PR

Contatos: 041 33424111; O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Reunião na 1ª terça-feira do mês, das 19h30 às 21h30

 

CVV GASS CURITIBA/PR

Rua Carneiro Lobo, 35, Bairro Água Verde, Curitiba-PR

Contatos: 041 33424111; O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Reunião na 3ª quinta-feira do mês, das 15h00 as 17h00

 

CVV GASS BLUMENAU/SC

Rua Maranguape, 180, Vitor Konder, Blumenau – SC

Contato: 047 33294111

Reunião no 1º domingo do mês, das 17h00 às 18h30

 

CVV GASS CRISCIÚMA/SC

Rua Cel. Pedro Benedet, 46, sala 321, Centro, Crisciúma – SC

Contato: 048 3439-4111; 048 98416-0369; gass.crisci@gmail.com

Reunião toda última quarta feira do mês, das 19h30 às

 

CVV GASS FLORIANÓPOLIS/SC

Av. Hercílio Luz, nº 639, sala 909, Centro, Florianópolis, SC.

Contato: gass.florianopó O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Reunião na 2ª sexta-feira do mês, das 19h30 às 21h30.

 

CVV GASS NOVO HAMBURGO/RS

Rua 3 de Outubro, 667, Pátria Nova, Novo Hamburgo, RS

Estação Rodoviária Normélio Stabel, Sala de Reuniões

Contato: 051 93918031

Reunião na 1ª e 3ª terça-feira do mês, das 19h30 às 21h30

 

 

* Síndrome do Pequeno Poder: Postura de autoritarismo adotada por um indivíduo quando lhe é conferido um poder, utilizando-o de forma absoluta e imperativa, sem se importar com os problemas das pessoas que o cercam. Embora a atitude de autoritarismo seja abraçada por um determinado indivíduo, que ao receber o poder utiliza-o de forma absoluta e imperativa, de acordo com Saffioti, consiste em um problema social e não individual.