Fenajufe - Fenajufe volta ao aeroporto de Brasília contra a reforma da Previdência

Fenajufe volta ao aeroporto de Brasília contra a reforma da Previdência

Objetivo da mobilização é sensibilizar parlamentares e mostrar o quanto a proposta destrói a vida e a dignidade do trabalhador brasileiro

Mais uma vez o início da semana foi marcado pela atuação constante da Fenajufe , tanto na segunda-feira, 1, quanto nesta terça, 2, pela rejeição da proposta de reforma da Previdência elaborada pelo governo Bolsonaro, obedecendo determinação do mercado financeiro.

A proposta, que afeta profundamente todo o pacto de solidariedade na seguridade social, causa profundo impacto não só à  dignidade, mas à vida dos trabalhadores, aumentando o estado de miserabilidade a que estão sujeitos aqueles menos protegidos.

No serviço público a proposta acelera o desmonte do atendimento ao cidadão e provoca o confisco  de salários dos servidores.

Em sua chegada a Brasília, o Coordenador-Geral da Fenajufe, Adilson Rodrigues, acompanhou a mobilização e conversou com o senador Paulo Rocha, do PT  paraense:

 

Já na terça-feira o Sindjus (DF) e outras entidades do Fórum Nacional dos Servidores Federais  – Fonasefe,  reforçaram a mobilização.

Com o calendário de votação da reforma da Previdência delineado no Congresso, com previsão de votação na CCJ já para 17 de abril, a Fenajufe orienta aos sindicatos que reforcem as articulações nas bases eleitorais dos parlamentares, buscando compromisso público de deputados e senadores contra a reforma predatória. Apesar das dificuldades na articulação no Congresso Nacional, o governo busca estabelecer o velho mecanismo de balcão de negócios para comprar congressistas com verbas públicas e cargos. A atenção deve ser redobrada e a denúncia reiterada.