Fenajufe - Nota Pública em defesa da liberdade sindical e do livre exercício do Direito de Greve dos Servidores e Servidoras do TRT-2

Nota Pública em defesa da liberdade sindical e do livre exercício do Direito de Greve dos Servidores e Servidoras do TRT-2

A FenajufeFederação Nacional dos trabalhadores do Judiciário Federal e Ministério Público da União – vem a público REPUDIAR a postura da presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região – TRT2 – Desembargadora Rilma Aparecida Hemetério, ao ameaçar com “consequências legais” aqueles do quadro funcional da Unidade que aderirem à Greve Geral do 14 de junho.

Ao manifestar desejo que a Greve Geral não se realize e que dela não participem os Servidores e Servidoras do TRT2, a magistrada extrapola suas funções de Agente do Estado e assume a defesa da linha-mestra ditada pelo Palácio do Planalto, alinhando seu discurso à ideia defendida pela equipe econômica que ora leva o País à bancarrota.

Cumpre ainda critica contundente à exacerbada manifestação da desembargadora, pelo desrespeito a tratados internacionais e à proteção constitucional do direito de greve que assiste aos trabalhadores e trabalhadoras brasileiros.

A Fenajufe externa máxima solidariedade ao Sintrajud e aos Servidores e Servidoras do TRT2, colocando à disposição assessoramento necessário e comunhão de forças para barrar o obscurantismo que ameaça não só a luta em defesa da Previdência Pública, mas também, da integridade da Justiça do Trabalho.