Hoje é dia mundial de Greve do Clima

Hoje é dia mundial de Greve do Clima

A sexta-feira 20 de setembro marca em todo o mundo o Fridays for Future, movimento mundial liderado por jovens em defesa do clima. Na raiz do movimento, ações contra o excesso de discurso e a consequente destruição do planeta frente à criminosa cumplicidade de governos e autoridades com os promotores da destruição do planeta.

Com o mote “menos discursos e mais ação para deter o aquecimento global”, acontecem hoje, também no Brasil, manifestações. É um dia de paralisação onde o recado mais uma vez virá das ruas em defesa do clima.

O movimento também ecoou na Organização das Nações Unidas (ONU). A entidade também tem reiterado a recomendação de menos discurso e mais ação aos líderes que participarão da Cúpula do Clima em Nova York, na segunda-feira, 23.

Ironicamente, dela deverá participar o presidente brasileiro, Jair Bolsonaro (PSL), acusado em todo o mundo de ser o responsável por uma das maiores catástrofes ambientais dos últimos anos na Amazônia brasileira, por seus discursos contra a proteção ambiental.

A Fenajufe orienta aos sindicatos da base que apoiem o movimento, conforme deliberado em suas instâncias.

#FridaysforFuture é um movimento popular nascido através do protesto da ativista sueca Greta Thunberg (@GretaThunberg), de 16 anos.

Em agosto de 2018 a adolescente - à época com 15 anos - resolveu faltar à escola e protestar em frente ao Parlamento sueco. E isso se repetiu durante mais de um ano. Greta só deixou de se manifestar em frente ao legislativo do seu país para falar com líderes de todo o mundo.

 

Por que as crianças estão protestando?

As crianças em idade escolar são obrigadas a frequentar a escola. Mas com o agravamento da Destruição Climática, esse objetivo de ir à escola começa a ser inútil.

- Por que estudar para um futuro, que pode não estar lá?

- Por que gastar muito esforço para ser educado, quando nossos governos não estão ouvindo os educados?

São essas as questões postas para reflexão, propostas pelo movimento.

 

Orientações gerais do Fridays for Future (https://www.fridaysforfuture.org/):

1. O movimento quer que você proteste apenas de uma maneira com a qual se sinta seguro.

2. Muitas manifestações têm aprovação da polícia para a greve.

3. É comum que essas aprovações permitam apenas um protesto silencioso e sentado.

4. É improvável que as mobilizações locais sejam capazes de fornecer apoio jurídico se houver problemas; portanto, a FFF aconselha os grevistas a estabelecer uma ligação com as ONGs locais. Essas ONGs geralmente conhecem advogados locais, que são bem versados em situações de protesto.

5. A Fridays for Future (Sextas-Feiras para o Futuro) é uma organização de greve pacífica e silenciosa, mas, infelizmente, já vimos exemplos em alguns países, onde alguns indivíduos ou organizações tentam entrar em uma greve com o objetivo de causar problemas. Tome cuidado e priorize sua própria segurança.

 

Noções básicas sobre como / quando / onde protestar:

Greta pede que as pessoas batam na frente de sua prefeitura mais próxima, toda sexta-feira. Com uma placa, tire uma foto e publique-a com as hashtags #Fridaysforfuture e #Climatestrike 

 

Luciano Beregeno, da Fenajufe
Arte: Traço Livre