Pauta de reivindicação salarial dos SPFs será protocolada nesta terça-feira

Pauta de reivindicação salarial dos SPFs será protocolada nesta terça-feira

 

Os coordenadores da Fenajufe Evilásio Dantas e Roberto Policarpo participaram nesta segunda-feira, 10, de reunião do Forum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe).  

Na pauta, a consolidação dos pontos da campanha salarial a serem protocolados amanhã, 11, no ministério da Economia e a mobilização em torno do Seminário-Ato, da quarta-feira, 12, na Câmara dos Deputados. 

As entidades discutiram a elaboração de nota conjunta contra as declarações de Paulo Guedes, comparando Servidores Públicos a parasitas. Sobre o momento, Policarpo avaliou que as entidades cumpriram seu papel ao emitirem posicionamento público no episódio Guedes.  

Para o dirigente, o momento fortalecerá a construção do 18 de março. “Isso [o episódio guedes] deu um gás para os servidores e acho que a gente pode fazer boas mobilizações até o dia 18 e fazer uma boa greve nesse dia”, apontou.

O coordenador avaliou ainda que a emissão de nota conjunta das entidades será uma boa demonstração de unidade e trabalho conjunto.   

Em nota emitida na sexta-feira, 8, a Fenajufe criticou incisivamente a postura irresponsável de Guedes.  Leia a íntegra em http://bit.ly/31BHnbh 

A Federação também convocou seus sindicatos filiados a estarem em Brasília nesta semana, para pressionar o parlamento contra as medidas que o governo vem propondo, contra o segmento e a fortalecerem a construção do 18 de março, como Dia Nacional de Greve do Serviço Público. 

Com a deterioração acelerada das relações entre os Servidores e o governo, o que era um ato programado apenas para marcar o lançamento da campanha salarial, irá se transformar num momento de protestos contra o ministro porta-voz do mercado. 

A mobilização está marcada para às 14 horas em frente ao Ministério da Economia - Bloco P - na Esplanada dos Ministérios. Os protestos irão focar também no discurso de ódio do ministro contra os serviços públicos. 

As entidades ainda discutem sobre as ações que serão tomadas contra Guedes, por ter atacado os servidores, chamando-os de parasitas. Informes dão conta que, pelo país, sindicatos farão questionamentos judiciais ao ministro. 

Restou claro às entidades que desconstruir a narrativa do governo, é questão vital, associando-se a isso, a sensibilização da sociedade quanto a importância dos serviços públicos. 

Confisco

Ainda no encontro o coordenador Evilásio Dantas trouxe outra questão à discussão: o confisco de salários que começa a partir de março, com o desconto previdenciário implementando os novos percentuais. Dantas informou que ações estão sendo propostas  para evitar essa redução salarial. Para o dirigente é importante levar essa discussão para a base, até mesmo para aqueles servidores que votaram nesse governo, saberem do prejuízo provocaram a si mesmos.  

Ao fim da reunião as entidades aprovaram os seguintes encaminhamentos: 

  • Convocar o Coletivo Jurídico das Entidades do Fonasefe para reunião na sexta-feira, 14, às 10 horas, na sede da Fasubra; 
  • Convocar o Coletivo de Comunicação para reunir-se na quinta-feira, 13, às 14h, na sede do Sinait; 
  • Elaboração de Nota Públicas conjuntas, assinadas pelas entidades do Fórum e apoiadores, acerca das declarações de Paulo Guedes contra os Serviços e Servidores Públicos.  

O calendário deliberado no Fórum está assim definido: 

● 11 de fevereiro – ato de entrega da minuta da campanha salarial dos SPF’s às 14h. Local: Bloco “P” da Esplanada, Ministério da Economia; 

● 12 de fevereiro – Seminário/Ato da Frente Parlamentar do Serviço Público de 9h às 18h. Local: Auditório Nereu Ramos, Congresso Nacional. 

Próxima reunião do Fonasefe será em 3 de março às 14 horas, na sede do Sinait. As entidades irão avaliar a mobilização desta semana e preparar o ato do dia 18 de março, o 18M.