Fenajufe - Plantão ampliado reforça atividades da semana em Brasília

Plantão ampliado reforça atividades da semana em Brasília

Continuando a atuação na defesa das pautas dos trabalhadores, a recepção aos parlamentares no Aeroporto Internacional de Brasília, nessa terça-feira (28), foi de cobrança e pressão. O intuito é alertar os congressistas a respeito do desmonte que representa a reforma da Previdência (PEC 6/2019) de Jair Bolsonaro e Paulo Guedes e sensibilizá-los quanto às perdas que serão impostas ao conjunto da sociedade caso a proposta seja aprovada. A Fenajufe e os sindicatos da base marcaram presença e entregaram manifesto apontando motivos para votar contra a PEC e nota técnica elaborada pelo Fonasefe.

À tarde o trabalho seguiu no Congresso Nacional, onde os(as) dirigentes visitaram os parlamentares, defendendo o argumento do quão cruel é reforma que prevê, entre outros excessos, idade mínima de 65 anos para homens e 62 para mulheres; 40 anos de comprovação para obter o valor integral da aposentadoria e criação de um regime individual de capitalização - gerenciado por um banco privado. Estiveram no Congresso as coordenadoras Juscileide Maria Kliemaschewsk Rondon, Lucena Pacheco Martins e os coordenadores Charles Bruxel, Costa Neto, Evilásio Dantas, Fernando Freitas, Roniel Andrade e Roberto Policarpo.

Ainda na tarde dessa terça, a coordenadora Lucena Pacheco esteve na Audiência Pública da Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados sobre a atualização da tabela do Imposto de Renda. Um dos pontos da PEC 6/2019 prevê alíquota progressiva aos trabalhadores da iniciativa privada e servidores públicos. Sobre o valor de até um salário mínimo, a alíquota será de 7,5%. No entanto, haverá faixas adicionais para os servidores públicos, podendo chegar a 22%. Em média, atualmente, a alíquota do Imposto de Renda dos servidores é de 27,5%. Se a reforma da Previdência for aprovada, pode ocorrer uma tributação de até 50% sobre o salário. Para a coordenadora, é imprescindível a atuação em defesa de uma aposentadoria digna.

Nesta quarta-feira (29), com o plantão ampliado, mais coordenadores estarão em Brasília para reforçar os trabalhos de convencimento no Parlamento.

Calendário

30/5 – Levante dos Estudantes contra os Cortes na Educação

30/5 – Caravanas a Brasília para pressionar o STF pela manutenção dos Quintos incorporados

31/5 – Data indicativa para debate sobre a reforma da Previdência

1º/6 a 12/6 - Rodada nacional de assembleias nos estados para discutir e deliberar sobre a greve geral do dia 14/6.

13/6 - Votação da data-base no STF

14/6 – Greve Geral

 

Raphael de Araújo, a serviço da Fenajufe

Fotos: Joana Darc Melo