Fenajufe - 30M fortalece mobilização contra os desmontes do governo e intensifica Greve Geral do 14 de Junho

30M fortalece mobilização contra os desmontes do governo e intensifica Greve Geral do 14 de Junho

30 de maio foi a data escolhida pela União Nacional dos Estudantes (UNE) para a segunda manifestação contra os ataques à Educação e ao direito dos trabalhadores

 

Estudantes, professores, entidades sindicais, trabalhadoras e trabalhadores voltaram às ruas na manhã dessa quinta-feira (30) contra os cortes na Educação, o desmonte do serviço público e a reforma da Previdência. A concentração ocorreu em frente ao Museu Nacional da República, em Brasília, e depois seguiu pela Esplanada dos Ministérios.

Os sucessivos ataques do governo aos estudantes, funcionalismo público e à classe trabalhadora foram motivos de críticas nos discursos durante o ato. Os manifestantes defenderam, também, o direito a uma aposentadoria digna e disseram não à reforma da Previdência de Paulo Guedes e Bolsonaro.

Pela Fenajufe, com o reforço do plantão ampliado da semana, estiveram as coordenadoras Elcimara Souza, Juscileide Kliemaschewsk e Lucena Pacheco e os coordenadores Cristiano Moreira, Erlon Sampaio, Fabiano Santos, Fernando Freitas e Leopoldo Donizete. Os outros coordenadores se dividiram entre os trabalhos no Congresso Nacional e no Supremo Tribunal Federal (STF).

30M nos estados:

Rio de Janeiro


Minas Gerais


Mato Grosso


Ceará


Rio Grande do Norte


Rio Grande do Sul

Greve Geral - 14J

A Fenajufe reforça a necessidade de organização na resistência para ampliar o trabalho nas bases eleitorais dos deputados, abordando aliados políticos nas prefeituras, associações de moradores e municípios. A Federação reitera a orientação para que os sindicatos participem da coordenação e construção da greve geral no dia 14 de junho para pressionar o governo Bolsonaro contra o desmantelamento da Previdência.

 

Raphael de Araújo, a serviço da Fenajufe