No Rio Grande do Sul, greve toma corpo na capital e no interior do estado

No Rio Grande do Sul, greve toma corpo na capital e no interior do estado

Os servidores do Judiciário Federal gaúcho, em greve por tempo indeterminado desde o dia 15 de agosto, seguem firmes no propósito de manter o movimento para pressionar o STF e o governo a negociar um acordo para votar o PL 6613/09. E a adesão à greve tem aumentado, com a participação de servidores da capital e do interior do estado.

A paralisação é forte especialmente na Justiça do Trabalho, que atinge Porto Alegre e 25 cidades do interior. Confira abaixo o quadro da greve no Rio Grande do Sul.

Justiça do Trabalho

Porto Alegre: Memorial, gabinetes TRT, Protocolo Geral das varas trabalhistas, Transporte – Motoristas, Informática, CDF, Segurança TRT, Segurança varas trabalhistas, Zeladoria das varas trabalhistas, Expedição TRT, Cadastramento de Bens
STIC, STI / CSI, Manutenção, Portaria das varas trabalhistas. VTs: 1ª VT, 2ª VT, 3ª VT, 6ª VT, 7ª VT, 9ª VT, 10ª VT, 13ª VT, 14ª VT, 18ª VT, 23ª VT, 24ª VT, 27ª VT, 28ª VT e 29ª VT.
Alvorada, Bento Gonçalves, Cachoeirinha, Canoas, Capão da Canoa, Encantado, Esteio, Montenegro, Osório, Palmeiras das Missões, Pelotas, Rio Grande, Santa Maria, Santa Vitória do Palmar, Santo Ângelo, São Jerônimo, São Leopoldo, Sapucaia do Sul, Soledade, Taquara, Taquari, Tramandaí, Três Passos, Triunfo e Vacaria.

Justiça Federal

Porto Alegre: Paralisação de 2 horas, das 14h às 16h
Novo Hamburgo

Justiça Eleitoral

Porto Alegre

Fonte: Sintrajufe-RS