Servidores da JF-CE aprovam, com ressalvas, proposta de reajuste apresentada pelo STF

Servidores da JF-CE aprovam, com ressalvas, proposta de reajuste apresentada pelo STF

Durante a paralisação de 3 horas na tarde da última sexta-feira (31/08), servidores da Justiça Federal no Ceará realizaram assembleia para apreciação da proposta de reajuste apresentada pelo STF. Na assembleia de quinta (30) a proposta já havia sido discutida, mas a categoria avaliou ser necessário buscar mais elementos antes de proceder à votação. Na votação, a categoria optou pela aprovação da proposta de reajuste apresentada pelo STF com ressalvas. Ainda na tarde da quinta-feira (30/08), servidores das subseções de Juazeiro do Norte, Sobral e Quixadá já haviam decidido pela aceitação da proposta.

Durante a assembleia, que ocorreu no térreo da JF-CE, a participação dos servidores foi bastante expressiva, de modo que boa parte dos presentes tomou a palavra para expressar sua opinião, fazer ponderações e sugestões. Na maioria das falas, era comum a percepção de que a proposta apresentada não era a melhor possível, porém representava uma vitória contra a política de reajuste zero do governo petista.
 
Dentre as ponderações, foi mencionada a preocupação com a concessão do reajuste em forma de gratificação, quando o pleito histórico da categoria é pelo incremento do vencimento base. O parcelamento do reajuste em três anos foi outro ponto criticado pelos servidores.

Iniciada a votação, os servidores da JF/CE deliberaram pela apreciação da proposta já naquele momento, rejeitando a proposta de realização de nova assembleia na segunda-feira. Passando-se à votação propriamente dita, a categoria optou pela aprovação com ressalvas da proposta de reajuste apresentada pelo STF.
 
Ressalvas

As ressalvas apresentadas pelos servidores da JF-CE quanto à proposta de reajuste através da GAJ são:
 
1) Redução do prazo de implementação: parcelas semestrais ao invés de anuais, para finalizar antes das eleições de 2014.
2) Aumento dos percentuais de AQ, tal como oferecido a outros segmentos do funcionalismo público federal.
3) Alteração da denominação "GAJ" para "GJ", com vistas a afastar o risco de retirada na aposentadoria.
 
Fonte: Sintrajufe-CE