Dois dias de ação contra a reforma da Previdência em Congonhas

Ontem e hoje pressão em Brasília, nos corredores do Congresso Nacional, foi combinada com ação no aeroporto

Sintrajusc (SC)

Dirigentes do Sintrajud e servidores do Judiciário Federal, da Saúde Federal e Previdência Social, e também de carreiras do Poder Executivo estiveram mais uma vez nesta terça-feira, 6, pela manhã no saguão do aeroporto de Congonhas para pressionar os parlamentares paulistas a votar contra a Proposta de Emenda Constitucional 287-A – a reforma da Previdência proposta pelo governo Temer. Muitos deputados, temerosos por seus mandatos, ainda não declararam voto embora estejam sendo pressionados pelo Planalto. A contrapressão dos trabalhadores é decisiva para derrotar a previsão de votação da PEC no dia 19 de fevereiro. E o Sintrajud desde o ano passado tem feito desta uma ferramenta na luta contra a reforma. Além do Sindicato, nas ações no aeroporto têm participado também representantes do Sinsprev e do Sindsef.

Na segunda a atividade aconteceu à tarde. E hoje, desde às 6 horas os servidores ocupavam o saguão de embarque.

              

 

Confira abaixo o informe em vídeo do diretor do sindicato e servidor da Justiça do Trabalho Tarcísio Ferreira sobre a atividade de hoje.