Sindiquinze pede suspensão do expediente na 15ª Região

O Sindiquinze protocolou requerimento na tarde de hoje, dia 24 de maio, no TRT-15 pedindo a suspensão do expediente e dos prazos processuais na 15ª Região já nesta sexta-feira, dia 25 de maio de 2018, com a possibilidade de prorrogação até o início da próxima semana, conforme duração do movimento paredista dos caminhoneiros. Além disso, o sindicato também pediu o adiamento da prova do concurso público da 15ª Região.

No requerimento, o Sindiquinze alega que os atos e diligências processuais deverão ser adiados, haja vista a impossibilidade de locomoção de servidores, advogados, jurisdicionados e público em geral, por causa dos recentes acontecimentos relacionados aos bloqueios de estradas e vias de acesso às diversas localidades no interior do estado de São Paulo.

O lockout ocasionou a redução da circulação da frota de transporte público, com possibilidade de agravamento, em razão do abastecimento suportado pelas empresas e demais usuários de veículos, e também a falta de combustível em diversos municípios do interior do Estado de São Paulo, sobretudo no município de Campinas.

Além disso, o Sindiquinze informa que o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP) e Tribunal de Justiça do Estado da Paraíba publicaram portarias suspendendo os prazos e os expedientes, o que demonstra o alcance nacional da paralisação.

O sindicato solicita ainda o adiamento das provas do Concurso Público do TRT-15, previstas para este domingo, dia 27 de maio, nas cidades de Bauru, Campinas, Jundiaí, Piracicaba, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto, São José dos Campos e Sorocaba “para garantir a paridade de participação de todos os concorrentes, bem como a lisura do processo seletivo”.

Confira AQUI a íntegra do requerimento.