Fenajufe - Greve nacional de 14 de junho de 2019 contra a Reforma da Previdência terá a adesão da categoria em Mato Grosso

Greve nacional de 14 de junho de 2019 contra a Reforma da Previdência terá a adesão da categoria em Mato Grosso

 

 

 

Sindijufe (MT)
L.A. Perlato

Este foi o encaminhamento da assembleia geral extraordinária realizada pelo SINDIJUFE-MT na manhã desta terça-feira (04/06), no TRE-MT. A adesão à Greve de 24 horas foi aprovada por unanimidade dos participantes da Assembleia, que também aprovaram a criação do Comando de Greve, cujos integrantes eleitos foram a presidente do Sindicato, Jamila Abrão; o diretor de base, Jamil Benedito da Costa Batista; e o servidor Pedro Aparecido de Souza, ex-presidente do SINDIJUFE-MT e ex-dirigente da Federação. Os demais servidores, interessados em fazer parte do Comando de Greve, terão até o dia 14 para se manifestar.

Outro encaminhamento da assembleia foi de que os membros do Comando de Greve visitarão os servidores das 3 casas do Judiciário Federal (TRT, TRE e Justiça Federal) no local de trabalho, para informá-los da paralisação e convidá-los a integrar a manifestação.

As visitas estão programadas para os dias 11, 12 e 13 de junho, e na ocasião será distribuído pelo Comando de Greve um material de divulgação da Fenajufe sobre os motivos da Greve e o posicionamento da categoria, aprovado no 10º Congrejufe, ocorrido de 27 de abril a 1º de maio deste ano, em Águas de Lindóia-SP, com a participação de delegados do SINDIJUFE-MT. Na ocasião os congressistas deliberaram pela rejeição ao inteiro teor do projeto do atual Governo referente à Reforma da Previdência.

SAIBA MAIS

A Greve de 14 de junho de 2019 será uma manifestação nacional, construída pelas centrais sindicais com a participação da Fenajufe, cujos sindicatos já decidiram que a categoria cruzará os braços em seus respectivos estados, ou estão realizando rodadas de assembleia para o encaminhamento da questão.

Minas Gerais, Rio Grande do Norte, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul e Paraíba já aprovaram a adesão à Greve, sendo que o Sindicato da Paraíba também criou o Comando de Greve a exemplo de Mato Grosso. E o Sintrajud-SP, que é um dos maiores sindicatos da categoria no País, também já aderiu à manifestação.

Pelas avaliações feitas por lideranças da Categoria, ainda que a classe trabalhadora esteja recebendo informes de que a reforma da Previdência irá acontecer é possível que a aprovação da proposta seja barrada pela pressão da sociedade.

Neste sentido, a participação dos trabalhadores na Greve do dia 14 de junho, notadamente a participação dos servidores públicos, será fundamental para fortalecer a pressão contra a reforma. "A greve e o povo nas ruas é o meio mais eficaz de os trabalhadores alcançarem os objetivos contra os ataques do Governo e a flexibilização de seus direitos", alerta o SINDIJUFE-MT.