Servidores do TRT-GO aprovam greve no dia 18/03

Servidores do TRT-GO aprovam greve no dia 18/03

 

 

 

Nesta manhã de quarta-feira, 12, atendendo ao chamado do sindicato, os servidores do TRT-GO, em assembleia bem representativa, aprovaram por unanimidade paralisação no dia 18/03.

Nas falas dos diretores do Sinjufego João Batista, Valmir Oliveira, Marissol Soares e Jânio Ribeiro, foi ressaltada a importância da categoria em retomar a mobilização contra as propostas do Governo contidas na Reforma Administrativa. As sérias ameaças de redução e de congelamento salarial, bem como de perda da estabilidade, foram um dos principais pontos debatidos na setorial.

"Já estivemos aqui, em outros momentos, reunidos para as assembleias de greve para a aprovação de PCS. Hoje estamos aqui neste Tribunal  nos organizando para a luta visando a manutenção de direitos conquistados no passado, nossa luta de hoje é para estancar a sangria de direitos", disse o presidente do Sinjufego, João Batista.

Valmir e Marissol falaram sobre a importância de fortalecer o sindicato. "Precisamos das filiações para que possamos financiar a luta que é muito desigual, o sindicato não tem acesso à imprensa para dar sua versão, para superar esses obstáculos somente a retomada da mobilização de rua, esse ato só depende de nós", enfatizou Valmir.

A a recente fala do ministro Paulo Guedes foi bastante criticada na assembleia do TRT-GO. Para todos, ficou claro que o Governo, repetindo a mesma estratégia na Reforma Previdenciária, distorce e mente  propositalmente nos números do orçamento para jogar a população contra o conjunto dos servidores públicos. Além de comprar a grande imprensa para propagar dados inverídicos.

Com a greve aprovada, o sindicato vai comunicar a decisão à Administração do TRT e dialogar com a Presidência do Tribunal para que seja viabilizada uma greve de sucesso.