Sintrajuf-PE: Ato na Câmara Federal mostra força e mobilização dos servidores públicos

Sintrajuf-PE: Ato na Câmara Federal mostra força e mobilização dos servidores públicos

Com informações do site da Fenajufe

 

Com gritos de "Ô Paulo Guedes, vim te dizer que parasita é você", dirigentes sindicais, líderes de movimentos sociais, servidores e parlamentares, lotaram o auditório Nereu Ramos nesta quarta-feira (12), na Câmara dos Deputados, em defesa do serviço público. O ato, convocado pela Frente Parlamentar Mista do Serviço Público que contou, também, com o seminário "Reforma Administrativa - Desmonte do Estado como projeto".

 

O Sintrajuf-PE se fez presente e engrossou o coro com uma comissão formada pelo seu presidente, Manoel Gérson, o vice-presidente, Max Wallace, e os diretores Thiago Bandeira e Carlos Felipe, junto aos servidores Antônio Neto e Gabriel Albuquerque, ambos da Justiça Federal, e de Antônio Feitosa e Levi Menelau, esses últimos do Tribunal Regional do Trabalho 6ª Região.

 

Representando a Fenajufe, estiveram a coordenadora Juscileide Kliemaschewsk e os coordenadores Costa Neto, Engelberg Belém, Evilásio Dantas, Fabiano dos Santos, Ramiro López, Roberto Policarpo, Roniel Andrade e Thiago Duarte. Dos Sindicatos, representantes do Sintrajufe-CE, Sindjus-DF, Sitraemg-MG, Sisejufe-RJ, Sintrajurn-RN, Sindjufe-MS, Sintrajud-SP, Sinjeam-AM e Sindjuf-PA/AP.

 

O ato mostrou a força dos(as) servidores (as) diante dos ataques do governo ao funcionalismo, que tem como objetivo claro a destruição do Estado brasileiro e suas instituições. Dois pontos foram consenso nas falas. Primeiro: a necessidade de unicidade de todas as categorias do serviço público para fortalecer a luta. Segundo: as críticas ao ministro da Economia, Paulo Guedes, - um banqueiro investigado por fraudes em fundos de pensão de estatais - que extrapolou todos os limites ao comparar servidores a parasitas.

 

A forte repercussão à declaração, havia feito Bolsonaro e Guedes recuarem no envio da reforma administrativa ao Congresso Nacional esta semana. No entanto, pressão do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), fez o governo se decidir novamente por mandar a proposta ao Congresso. A Fenajufe cumpre ainda esta semana uma série de agendas com os membros da CCJ do Senado para tratar das PECs do Plano Mais Brasil - 186, 187 e 188/19.

 


Leia mais no site da Fenajufe