Presidente do TRE-AL acata pedido de substituição de compensação hora a hora por atualização dos serviços

Presidente do TRE-AL acata pedido de substituição de compensação hora a hora por atualização dos serviços

O presidente do TRE de Alagoas, desembargador Orlando Manso, deferiu, nesta terça-feira (20) o pedido do Sindjus-AL de substituição da compensação hora a hora por atualização dos serviços aos servidores, que aderiram ao movimento grevista nacional pela aprovação da revisão do Plano de Cargos e Salários.

A coordenação do Sindjus-AL se reuniu, na segunda (19), com o presidente do TRE e reiterou o pedido de reconsideração da greve. Justificando sua determinação pela compensação hora a hora, o desembargador Orlando Manso disse que seguiu a determinação do Colégio de Presidentes dos Tribunais Regionais Eleitorais para não abonar as ausências ao trabalho.

O pedido de reconsideração da greve trata da compensação das horas não trabalhadas em função da greve nos períodos de 4 e 5 de julho, de 20 a 31 de agosto e de 3 a 6 de setembro deste ano.

No documento, o Sindjus-AL cita o entendimento do Superior Tribunal de Justiça em favor da greve dos auditores fiscais da Receita Federal e a decisão do Tribunal Regional Eleitoral do Pará que reconheceu o direito de greve da categoria e abonou a ausência ao trabalho.

Na reunião, o coordenador Jurídico do Sindjus-AL, Paulo Falcão, destacou que os servidores que fizeram a greve estão lutando por melhorias salariais e pela autonomia do Poder Judiciário. “A luta pela valorização da categoria e fortalecimento do Judiciário não pode representar em punição aos grevistas”, disse.

O presidente do TRE reconheceu a justeza da luta e informou que parabenizou cada servidor pelo sucesso da biometria. “Fiz questão de deixar registrado meus agradecimentos”, revelou.

O diretor-geral do TRE, Marcondes Grace Silva, o coordenador Administrativo do Sindjus-AL, Alexandre Sarmento, e o servidor José Valteno também participaram da reunião.

Fonte: Sindjus-AL