A ministra Rosa Weber alterou a posição do voto publicado no site do plenário virtual do STF e passou a divergir do relator, ministro Gilmar Mendes. Com isso, são três ministros na divergência: a própria Weber e os ministros Marco Aurélio e Ricardo Lewandowski.

Acompanharam o relator os ministros Dias Toffoli, Edson Fachin e Alexandre de Moraes.

Luiz Fux e Roberto Barroso se declaram suspeitos.

Agora, restam apenas os votos de Cármen Lúcia e Celso de Mello, que poderão ou não, se manifestar no Plenário Virtual.

Mais informações a qualquer momento

 

 

 

Pin It

Entidades Filiadas

MAPASITE logos1200x580jpg