A diretoria do Sisejufe-RJ iniciou a semana com manifestações por locais de trabalho no Rio de Janeiro. O objetivo é a intensificação da mobilização da categoria no Rio visando à construção da greve pela aprovação do PL 6.613/2009.

Nesta segunda-feira (13) pela manhã, diretores e diretoras do sindicato e servidores de base participaram de atividades setoriais para convocação da assembleia geral que está sendo realizada no início da tarde desta terça (14), em frente à Justiça Federal da avenida Rio Branco, na Cinelândia. Na ocasião serão eleitos os delegados que participarão da Reunião Ampliada da Fenajufe, em Brasília, entre os dias 15 e 17 de agosto.

Divididos em grupos na manhã de segunda-feira diretores do Sisejufe mostraram a importância da participação dos servidores na retomada da mobilização. “Temos que definir o rumo do nosso movimento. Quem não participa dá a entender que a situação atual não está ruim. Não adianta só ficar reclamando. É preciso participação”, conclamou o diretor do Sisejufe Ricardo de Azevedo Soares, em frente ao prédio da Justiça Federal na avenida Almirante Barroso, no Centro.

O também diretor do sindicato Flávio Pietro defendeu que a greve é um direito constitucional legítimo dos servidores públicos. “Estamos há pelo menos seis anos sem reajustes. Infelizmente, o governo olha para os servidores de maneira desigual. Temos que exercer nosso direito constitucional de fazer greve para reivindicarmos aumento”, afirmou também na atividade setorial da Avenida Almirante Barroso, que contou ainda com a participação dos diretores Márzia Maranhão, Pedro Paulo Leal e Dulavim de Oliveira Lima.

Na Avenida Rio Branco, a atividade setorial foi comandada pelos diretores Roberto Ponciano e Valter Nogueira Alves, que também é coordenador executivo da Fenajufe. Lá, os servidores também foram convocados para participar da assembleia geral desta terça.

Fonte: Sisejufe-RJ

 

Pin It

Entidades Filiadas

MAPASITE logos1200x580jpg