Evento está marcado para 24 de setembro, às 19h, na sede do sindicato


 
 

Sisejufe/RJ 

Evento que será promovido pelo Departamento de Acessibilidade e Inclusão (DAI) do Sisejufe no dia 24 de setembro vai marcar uma importante data que não pode passar desapercebida: o Dia  Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência, celebrado em 21 de setembro. O DAI organizou a palestra sob o tema “Mulheres com Deficiência e Sexualidade” que começará às 19h, no auditório do sindicato. 

Estão confirmadas como palestrantes a professora Thaís Victa, do Coletivo Feminista Helen Keller, escritora e especialista em Políticas Públicas de Enfrentamento à Violência contra a Mulher (PUC/Rio) e que pauta a intersecção entre gênero e deficiência na construção de uma agenda política; e também Cínthya Freitas, presidenta da Associação dos Deficientes Visuais do Estado do Rio de Janeiro (Adverj). 

A atividade, que acontecerá no auditório do Sisejufe, tem a parceria da Adverj. O evento terá interpretes de libras. A ideia é chamar a atenção para a construção de uma sociedade mais igualitária e sem preconceitos. 

“O Dia Nacional de Lutas das Pessoas com Deficiência não pode em hipótese alguma passar em branco e nós do Sisejufe decidimos demarcar bem tal data com um grande evento e com participação de todos e todas ao final. Nós, pessoas com deficiência, estamos em constante luta em nosso dia-a-dia. Temos que matar um leão a cada dia para sermos reconhecidos minimamente pela sociedade de um modo geral e, mesmo assim, muitas das vezes, tal reconhecimento não ocorre. Num país como o nosso e com uma sociedade tão preconceituosa a vida de uma pessoa com deficiência torna-se ainda mais dura, que dirá para as mulheres com deficiência”, alerta Ricardo de Azevedo Soares, coordenador do Departamento de Acessibilidade e Inclusão do Sisejufe e diretor da entidade. 

No dia 24 de setembro, o DAI colocará à disposição dos interessados em comprar o livro ‘Muito Além da Visão’, organizado e redigido pela escritora Raquel Alves, que também é deficiente visual, filha do escritor e educador Rubem Alves, falecido em julho de 2014.  A publicação reúne 27 histórias e relatos de pessoas, uma de cada estado do Brasil, com baixa visão, entre elas Cínthya Freitas, que representa o Rio de Janeiro.  

Além do livro impresso, a obra tem formatos digitais: ebook e audiolivro. O Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência é simbólico para o segmento que compõe 23,9% da população brasileira, ou seja, cerca de 45 milhões de pessoas, mas que ainda carecem reconhecimento de seu espaço na sociedade.

Pin It

Entidades Filiadas

MAPASITE logos1200x580jpg