Milhares de internautas demostram insatisfação em evento na internet sobre Reforma Administrativa

No momento da publicação desta matéria, a transmissão registrava mais de 18 mil visualizações, mais de 13 mil dislikes e mais de 1,2 mil comentários na página do IDP no YouTube 

O governo Bolsonaro e os defensores da Reforma Administrativa tiveram uma grande demonstração da pressão que vão sofrer para conseguirem aprovar a PEC 32 no Congresso Nacional. Nesta quarta-feira (9/9), milhares de pessoas demarcaram e registraram a total insatisfação com a proposta, que entre outros pontos acaba com a estabilidade no serviço público, durante um debate sobre o tema organizado pelo IDP (centro de excelência no ensino, pesquisas e extensão nas áreas da Administração Pública, do Direito e da Economia). No momento da publicação desta matéria, a transmissão do evento já registrava mais de 18 mil visualizações, mais de 13 mil dislikes e mais de 1,2 mil comentários na página do IDP no YouTube.

Um internauta fez o seguinte comentário: “Vocês parlamentares, executivo e ministro da Economia não têm vergonha, acham que servidor público é capacho, não vejo ninguém falando de Reforma Política, lei da ficha limpa, redução de seus salários, auxílio alimentação, moradia, carro executivo, etc”.

Um outro postou: “Parem de mentir! Vocês lutam por causa própria e em nenhum momento vocês estão em favor do povo. Para que já está nojento isso!” Clique aqui para rever o debate e dar seu dislike.

Participaram do debate sobre a Reforma Administrativa o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ); o ministro da Economia, Paulo Guedes; a senadora Kátia Abreu (PP-TO); e os ministros Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), e Bruno Dantas, do Tribunal de Contas da União (TCU). As discussões foram mediadas pela economista Ana Carla Abrão e pelo advogado Rodrigo Mudrovitsch.

A diretoria do Sisejufe faz campanha incentivando a participação de servidoras e servidores do Judiciário do Rio em eventos no sentido de demarcarem o descontentamento com a PEC 32. A mobilização via redes sociais e páginas na internet será cada vez mais intensificada pelo sindicato. Outros meios de pressão da categoria e do movimento sindical também serão adotados na luta contra a proposta Reforma Administrativa do governo Bolsonaro, idealizado por Paulo Guedes e abraçada por Rodrigo Maia.

A direção do sindicato atuará cada vez mais na organização e mobilização da categoria para que novos eventos sobre a PEC 32 sirvam para externar a insatisfação do funcionalismo público com a proposta que arranca direitos conquistados.  

Um outro bom exemplo, foi mobilização online que derrubou a postagem que enaltecia a Reforma Administrativa que estava publicada na página do Ranking dos Políticos no Facebook. A repercussão negativa foi tamanha que o texto acabou sendo retirado do ar.

A estratégia será mantida e a direção do Sisejufe convoca o funcionalismo a estar atento e participar de todos os eventos possíveis com esse objetivo.

Fonte: Imprensa Sisejufe

Pin It