Cotec ao Vivo discutirá estudos sobre NS encaminhados pelo Sisejufe à Fenajufe

 Live será na próxima segunda (12/4), às 19h

O painel do Cotec ao Vivo, na próxima segunda-feira (12/4), às 19h, terá como tema os estudos técnicos e jurídicos sobre aprovação do NS para técnico judiciário, encaminhados pelo Coletivo do RJ à Fenajufe. O documento, construído pelas assessorias do Sisejufe, aborda também a retomada da área de atividade judiciária no cargo de técnico judiciário e a defesa dos cargos do Judiciário Federal como Típicos de Estado.

Os convidados para o programa são:

Carlos Maldonado, diretor da Escola de Gestão Pública de Hortolândia; servidor público federal da UFRJ aposentado que foi dirigente sindical no Sintufrj, na FASUBRA e na CUT

Amarildo Vieira, presidente da Funpresp-Jud; anteriormente, foi diretor de Administração da Funpresp-Jud; já foi também secretário de Gestão de Pessoas do STF; diretor-geral do STF e do CNJ e assessor Especial da Presidência

Rudi Cassel – assessor jurídico do Sisejufe (Cassel Ruzzarin Santos Rodrigues Advogados). É especializado em direito do servidor público e direito dos concursos públicos.

Para acompanhar o debate, mediado pelos diretores Soraia Marca e Amauri Pinheiro, basta acessar o link sisejufe.org.br/aovivo no horário marcado. A transmissão será pelo canal do Sisejufe no YouTube.

Sobre os estudos encaminhados à Fenajufe

São três estudos técnicos que contêm uma proposta de metodologia de trabalho para elaboração do novo perfil profissiográfico do cargo de técnico judiciário e dois estudos de viabilidade jurídica sobre o reposicionamento do cargo para nível superior. Os estudos foram realizados a partir da demanda do Cotec/RJ que, ao longo do ano de 2020, reuniu-se para aprofundar o debate sobre a pauta do NS e buscar caminhos para implantação. Com a criação do Fórum Permanente de Carreira do CNJ, o Cotec/RJ deliberou por produzir material técnico que pudesse instrumentalizar a direção da Fenajufe e, em especial, os membros do Fórum Permanente de Carreira.

Os delegados do Sisejufe ao 5º CONTEC defenderam a necessidade de produção do novo perfil profissiográfico do cargo, que demonstrará inequivocamente essa evolução de atribuições técnicas de alta complexidade e responsabilidade incorporadas nas atividades funcionais dos Técnicos Judiciários. A coordenação dos trabalhos contou com a participação de Vera Miranda, especialista em carreira e assessora Política do Sisejufe.

Pin It