Insatisfação dos Técnicos Judiciários é discutida pelo Sindijufe-MT

Com as atenções voltadas para o enfrentamento da Proposta de Emenda à Constituição (PEC 32), o Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário Federal do Estado de Mato Grosso (Sindijufe-MT) também está empenhado em manter a Categoria unida.

A questão dos Técnicos Judiciários, em particular, esteve no centro das discussões da reunião extraordinária da Diretoria Executiva Colegiada (Direx) do Sindicato ocorrida na última sexta-feira (28), e outra reunião extraordinária foi agendada para esta terça-feira (31), para encaminhamentos sobre o tema. Na reunião de amanhã serão homologados os nomes que irão compor os Núcleos dos Técnicos e dos Aposentados. Os núcleos já existem, mas ainda falta definir seus integrantes.

Após 6 anos pedindo para serem ouvidos e percebendo que os avanços são lentos, os Técnicos Judiciários entendem que a fase do diálogo já passou, e nacionalmente eles têm demonstrado crescente insatisfação, mas o SINDIJUFE-MT recomenda cautela.

O Sindicato, cuja direção é formada majoritariamente por Técnicos Judiciários, se solidariza com eles. Destaca, entretanto, que o cenário atual tem sido difícil para toda a Categoria. Afinal, como se faz para manter a calma num cenário de congelamento e com o achatamento salarial aumentando a cada ano?

Somente em 2021 a inflação já beira a casa dos 10%. O poder de compra da remuneração dos Servidores do Judiciário Federal já não permite manter um padrão de vida digno, e a cada dia aumenta a necessidade de cortes no orçamento doméstico. Um mínimo de dignidade no atual cenário está difícil e como se tudo isso não bastasse, os Servidores Públicos ainda enfrentam os ataques contínuos em direção ao desmonte dos serviços públicos.

Os trabalhadores sofreram derrotas nos últimos anos, com a aprovação da reforma trabalhista, das terceirizações, da PEC do teto de gastos (que congelou os salários dos Servidores, dentre outras medidas) e da reforma da previdência, sendo que a reforma administrativa está em fase final de tramitação no Congresso Nacional, devendo ser votada em plenário já em setembro próximo.

Todas essas batalhas foram perdidas, apesar das nossas lutas. Significa que, para barrar a PEC 32, será preciso lutar ainda mais.

Para o SINDIJUFE-MT, o atual clima de desconfiança dos Técnicos Judiciários precisa ser afastado, pois uma divisão da Categoria só nos enfraquece. "Os inimigos da Categoria não estão entre nós, e sim entre o Governo e seus representantes no Legislativo", lembram os diretores do Sindicato de Mato Grosso.

Pin It