fbpx

banner tv fenajufe

banner radio fenajufe

banner tv fenajufe

banner fenacast

banner tv fenajufe

banner radio fenajufe

banner tv fenajufe

banner fenacast

Sindicatos

Sarau de poesia falada e cantada é o tema do Sisejufe ao Vivo da próxima terça (13/4), às 19h

Evento reunirá poetas, escritores e músicos de dentro e de fora da categoria. Uma das tradições culturais do Sisejufe, o Sarau dos Servidores, está de volta .Só que, em tempos de pandemia, a atividade, que costumava movimentar o auditório do sindicato, será realizada no formato online, pela plataforma Zoom .

Pin It

A Tragédia da pandemia: o serviço público está na linha de frente no combate à maior crise humanitária da nossa época

Na véspera do Dia Mundial da Saúde, 7 de abril, o Brasil registrou mais um recorde macabro de mortes pela covid-19: 4.211 em 24 horas, elevando para 337.364 óbitos notificados desde o início da pandemia. Neste mesmo dia, apenas 9,81% da população de 211 milhões de brasileiros e brasileiras há havia tomado ao menos uma dose da vacina contra o novo coronavírus

Pin It

Sintrajuf-PE participa de audiência pública em defesa dos bancos públicos e estatais

O Sintrajuf-PE, representado pelo seu presidente, Manoel Gérson participou da audiência pública em defesa dos bancos públicos e estatais, realizada no último dia 31 de março.

Pin It

Cotec ao Vivo discutirá estudos sobre NS encaminhados pelo Sisejufe à Fenajufe

 Live será na próxima segunda (12/4), às 19h

Pin It

Sisejufe encaminha à Fenajufe estudos técnicos e jurídicos realizados pelas assessorias sobre aprovação do NS para técnico judiciário

Documento aborda também a retomada da área de atividade judiciária no cargo de técnico judiciário e a defesa dos cargos do Judiciário Federal como Típicos de Estado

Pin It

Em reunião do Sintrajufe/RS com a categoria, sobram críticas e preocupações sobre implementação de balcão virtual na JT e na JF

Na terça-feira, 23, o Sintrajufe/RS realizou reunião com colegas da Justiça do Trabalho e da Justiça Federal para debater a implementação do balcão virtual nos dois ramos, no Rio Grande do Sul. A partir da escuta dos colegas e do entendimento da direção do sindicato e da assessoria de saúde da entidade, a posição do Sintrajufe/RS se mantém contrária à implementação neste momento, especialmente da forma como está sendo feito, sem diálogo com a categoria e sem condições de trabalho adequadas.

Implementação sem diálogo, estrutura e estudos

Na abertura da reunião, o diretor Zé Oliveira, a diretora Mara Weber e o médico Geraldo Azevedo, da assessoria de saúde do Sintrajufe/RS, apresentaram as informações principais sobre a implementação. No caso do TRT4, foi realizada reunião, na semana passada, com a administração do tribunal. A partir da resolução 372/2021, do CNJ, a administração decidiu implementar a modalidade de atendimento a partir de 22 de março. Decidiu, também, reduzir o horário de atendimento externo, que passa a funcionar das 10h às 16h, uma demanda histórica do sindicato. O mesmo horário seria aplicado ao balcão virtual, mas o Sintrajufe/RS defendeu a suspensão da nova modalidade e a realização de estudos aprofundados sobre os impactos e de debate com servidores e servidoras, principais impactados. Durante o período das medidas por conta da pandemia, o balcão virtual funcionaria das 13 às 17 h. Já no caso da Justiça Federal, na última quinta-feira, 18, foi apresentado um sistema de balcão virtual para entrar em funcionamento já nessa segunda, 22, sem qualquer diálogo com a categoria, um movimento feito às pressas, sem conhecimento prévio nem de diretores e diretoras de secretaria, situação similar apurada no caso da Justiça do Trabalho. No caso da Justiça Federal, não haveria qualquer redução no horário de atendimento, mantendo-se, no balcão virtual, o período do físico, das 13h às 18h. Os demais órgãos, no dia da reunião, não haviam baixado normativos sobre o tema.

Em suas falas iniciais na reunião dessa terça, os dirigentes e o médico destacaram que não houve escuta dos tribunais junto a servidores e servidoras e, também, que não há a estrutura necessária para que essa medida seja implantada neste momento de trabalho remoto forçado. Lamentavelmente, destacaram, não foi feito nenhum estudo de impacto para avaliação da situação. O médico Geraldo Azevedo ressaltou que, conforme pesquisa realizada pelo sindicato, há, na pandemia, o agravamento de questões como ansiedade, exaustão e tristeza, problema que poderá crescer com a implementação de novas modalidades de atendimento nesse formato.

Colegas apresentam relatos preocupantes

Após os informes da direção, alguns colegas apresentaram relatos sobre o que têm vivido e visto tanto na pandemia em geral quanto especificamente nesses primeiros momentos de balcão virtual. Uma colega que está trabalhando no balcão virtual afirmou que não foi oferecida nenhuma estrutura, que ela não tem fone nem câmera, e relatou que o trabalho é muito desgastante por ter que ficar sentada toda a tarde em frente ao computador, sem possibilidade de pausas ou de se movimentar. Ela avaliou que o balcão virtual é “para inglês ver”, não tendo maior serventia nem para os reclamantes, nem para os advogados. Além disso, disse ter enfrentado muitas dificuldades para acessar e mexer no sistema, tendo sido necessário abrir diversos chamados para a área técnica.

Diversos colegas reforçaram, em suas falas, todos esses problemas, destacando a falta de estrutura para a realização do trabalho, o grande desgaste envolvido, a falta de treinamento apropriado e, em alguns casos, a pressão para que atuem no balcão virtual, mesmo sem as condições adequadas. A preocupação com os efeitos desse processo foi generalizada entre os participantes da reunião, deixando claro que a implementação foi feita às pressas, sem a preparação, orientação e treinamento necessários e jogando uma bomba na mão de servidores e servidoras, como foi caracterizado por alguns.

O diretor do Sintrajufe/RS Marcelo Carlini alertou, ainda, para outro risco envolvido nessa nova modalidade: a médio prazo, esse processo pode levar à terceirização de todo o setor de atendimento. Esse é mais um motivo para ligar o alerta sobre os problemas e os objetivos da implementação do balcão virtual e da precarização do trabalho de servidores e servidoras.

Encaminhamentos

Ao final da reunião, a partir da escuta dos e das colegas, foi ratificada a posição pela suspensão da implementação do balcão virtual para avaliação do projeto, até que se tenha a escuta de quem vai realizar as atividades e a responsabilização dos órgãos pela estrutura de equipamentos e internet necessários para a execução desse trabalho.

Caso não haja a suspensão, o Sintrajufe/RS defende e irá propor a redução do horário do balcão; a realização de rodízio semelhante ao que já existe nos vários setores de trabalho, com duração máxima de uma hora por servidor ou servidora; a disponibilização de fones, câmeras e microfones para quem for realizar o atendimento; o pagamento de auxílio financeiro para conexão de internet; a disponibilização de mesas e cadeiras adequadas – semelhantes ao mobiliário dos tribunais – para quem solicitar; e a garantia de pausas semelhantes às que devem ser garantidas em todas as atividades. O sindicato defenderá, também, a realização de estudo para avaliar o impacto para servidores e servidoras em um espaço de tempo relativamente curto para que se possa prevenir problemas de saúde e que garanta que a prestação jurisdicional seja feita de forma qualificada e atinja os objetivos pretendidos.

Pin It

Campanha do Sisejufe contra a reforma administrativa e em defesa do serviço público ganha adesão nacional

Veja o engajamento das servidoras e servidores nas redes sociais

Pin It

Sintrajufe/RS participa de faixaço e ato público contra a reforma administrativa, por vacina e pelo fim do governo Bolsonaro

O Sintrajufe/RS foi para a rua cedo na quarta-feira, 24. No Dia Nacional de Paralisação, data convocada pelas centrais sindicais, trabalhadores e trabalhadoras protestam contra a reforma, por vacina gratuita e pelo SUS, testagem, pelo auxílio emergencial de R$ 600,00 e pelo fim do governo Bolsonaro, o Sintrajufe/RS.

Nas ruas

Em uma ação conjunta com outros sindicatos e centrais sindicais, o Sintrajufe/RS participou de um “faixaço” nas primeiras horas da manhã. Em diversos pontos de Porto Alegre, foram colocadas faixas denunciando o governo Bolsonaro e a reforma administrativa e apontando pautas prioritárias para a população. O Sintrajufe/RS estendeu uma faixa em um viaduto da cidade com os seguintes dizeres: “Serviço público salva vidas / Privatização mata / Não à reforma administrativa! Vacina e testagem já! Auxílio de R$ 600! Mais empregos! / Fora Bolsonaro genocida!”.

No final da manhã, um ato simbólico em frente ao Palácio Piratini reuniu diversas categorias do funcionalismo público federal, estadual e municipal. O Sintrajufe/RS esteve representado por diretores e diretoras e por colegas da base da categoria. O sindicato também esteve presente em ato público no Vale Paranhana, com entidades sindicais da região. As atividades observaram as orientações das autoridades sanitárias.

Nas atividades, foi ressaltado que a reforma administrativa (PEC) é mais um engodo, apresentada como “modernização”, representa um retrocesso, ameaçando a realização de concursos públicos e a estabilidade, tirando do Estado suas obrigações com o atendimento à população e trazendo o clientelismo de volta como forma de contratação. Foi lembrado que, nesta semana, em que o Brasil vê ser empossado o quarto ministro da Saúde, o país atinge a marca de 300 mil mortos por Covid-19. A falta de ações eficazes do governo quanto à contenção da pandemia, o negacionismo, a falta de testagem, o atraso na vacinação, a demora e o valor irrisório pago como auxílio emergencial para as famílias. Por todas essas questões, é urgente e necessário o fim deste governo: fora, Bolsonaro!

Foi lembrado que, nesta semana, em que o Brasil vê ser empossado o quarto ministro da Saúde, o país atinge a marca de 300 mil mortos por Covid-19. A falta de ações eficazes do governo quanto à contenção da pandemia, o negacionismo, a falta de testagem, o atraso na vacinação, a demora e o valor irrisório pago como auxílio emergencial para as famílias. Por todas essas questões, é urgente e necessário o fim deste governo: fora, Bolsonaro!

Nas redes

O Sintrajufe/RS também atuou via internet na construção da mobilização e da conscientização da população sobre os prejuízos causados pela reforma administrativa e pelas demais ações do governo Bolsonaro. Durante a tarde, o sindicato promoveu a live “O futuro dos serviços públicos com a EC 109 e a reforma administrativa”. O painelista convidado foi o advogado e professor Marcos Rogério de Souza, mestre em Direito e assessor jurídico da liderança do PT no Senado. Veja AQUI como foi.

Mural virtual engaja colegas na mobilização

Ao longo de todo o dia, diretores, diretoras e colegas enviaram ao Sintrajufe/RS fotos e vídeos com cartazes que denunciam o governo Bolsonaro e a reforma administrativa. Essa mobilização virtual foi uma forma de, mesmo em meio à pandemia, todos e todas manifestarem sua indignação e sua disposição de luta frente ao difícil cenário nacional. O Sintrajufe/RS publicou algumas matérias e postagens no site e nas redes sociais do sindicato, e segue com publicações do mural nesta quinta-feira.

Pin It

Sindjus-AL realizará roda de conversa virtual “Da Violência Contra a Mulher ao Machismo, Como ‘Libertar’ Homens e Mulheres?” nesta segunda (29)

No mês da mulher, o Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário Federal em Alagoas – Sindjus-AL realizará a roda de conversa virtual “Da Violência Contra a Mulher ao Machismo, Como ‘Libertar’ Homens e Mulheres?”, nesta segunda-feira (29), às 20 horas, através da plataforma do Google Meet, pelo link: meet.google.com/nuh-tavw-xje.

Pin It

ONG Rio de Paz emociona em protesto contra 300 mil mortos pela Covid-19

Ato de solidariedade, que contou com o apoio do Sisejufe, ganhou repercussão internacional

Pin It

Artigo: “O princípio da solidariedade no enfrentamento da COVID-19 no Brasil”

Educação Pública a serviço da Ciência e da Vida!

Pin It

Em aula pública da greve, palestrantes defendem greve geral sanitária pela vida e contra PEC 32

Atividade na manhã desta quarta-feira, 24, abriu o dia nacional de lutas e greve do funcionalismo público; às 14h, Sala de Luta no Zoom será espaço de debate sobre próximas iniciativas — não haverá transmissão, acesse o link neste post.

Pin It

Servidores do Judiciário Federal de AL participarão da paralisação nacional de 24h contra a reforma Administrativa e por vacinas

É dia de desconectar-se do PJE e conectar-se com a programação virtual da paralisação no Google Meet, acessando:  meet.google.com/cmj-myhp-nqp

Pin It

24 de março: Dia Nacional de Mobilização contra a reforma administrativa - VEJA COMO PARTICIPAR

A Assembleia Geral realizada pelo Sintrajufe Maranhão nesta segunda-feira, 22 de março, discutiu a conjuntura atual de ataques aos diretos sociais e aos serviços e servidores públicos em meio à pandemia do coronavírus.

Pin It

Sindjus-AL comunica os tribunais sobre a paralisação nacional de 24h na quarta-feira (24)

O Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário Federal em Alagoas (Sindjus-AL) encaminhou ofícios na sexta-feira (19) aos presidentes dos tribunais sobre a decisão da paralisação nacional de 24 horas dos servidores do Poder Judiciário Federal em Alagoas, no dia 24 de março, em defesa dos Serviços Públicos e contra o desmonte do Estado brasileiro promovido pelo governo Bolsonaro através da EC 109/2021, das PECs 187 e 188/2019 e da reforma administrativa (PEC32/2020), bem como por Vacinação Já.

O documento informa que a deliberação segue a convocação do Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (FONASEFE), da Fenajufe, das Centrais Sindicais e de deliberação da Assembleia Geral Extraordinária da Categoria, realizada no dia 17/03/2021.

Na nota, a coordenação do Sindjus-AL ressalta que fica garantido o percentual mínimo de 30% do contingente de servidores para a prestação dos serviços indispensáveis ao atendimento das necessidades inadiáveis da comunidade a serem definidos em comum acordo com o presidente do tribunal, sem prejuízo, em situações excepcionais, de haver negociação revisional do referido percentual.

Os ofícios foram encaminhados ao presidente do TRE, desembargador Otávio Leão Praxedes, ao presidente do TRT-AL, desembargador Federal José Marcelo Vieira de Araújo, e ao Diretor do Foro da Justiça Federal Alagoas, Juiz Federal André Carvalho Monteiro, e aos juízes dos cartórios eleitorais de Alagoas.

Pin It

Sintrajuf-PE coloca nas rádios chamada para Dia Nacional de Lutas em 24 de março

O Sintrajuf-PE colocou no ar, nesta segunda-feira (22), mais um spot nas rádios de Pernambuco. Além de ressaltar o desgoverno no combate à pandemia do COVID-19 e a grande chantagem que foi elaborada por Bolsonaro e Paulo Guedes, se valendo do auxílio emergencial pela a aprovação da famigerada reforma administrativa , convocamos a categoria e todos os trabalhadores a se unir em torno do Dia Nacional de Lutas, Protestos e Greve, em 24 de março.

Pin It

Sindpol orienta policiais civis a paralisarem serviços por 1 hora nesta segunda (22)

A diretoria do Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas – Sindpol, seguindo a Cobrapol, orienta a categoria a participar da paralisação nacional de uma hora, das 15 às 16 horas, nesta segunda-feira (22), em protesto contra as medidas do governo federal que atacam os direitos dos policiais civis.

Pin It

afju fja fndc