Entidades do Fonasefe definem ações em reunião virtual

Fórum Nacional define atividades e propõe o dia 27 de maio para realização da primeira ação de rua do ano nos estados e com foco no Distrito Federal

Entidades representativas dos vários segmentos dos servidores públicos se reuniram na terça (19), de forma virtual. Estiveram presentes,Andes,Assibge,Asfoc,Condsef,CSP-Conlutas, Fasubra, Fenajufe, Fenasps, Sindreceita ,Sinait, Sinasefe, Sinal e Unacon Sindical.

A reunião tratou de questões relacionadas ao momento difícil em que toda a classe dos servidores públicos estão passando. Nem mesmo esse período de pandemia fez o governo dar trégua na precarização dos serviços e já articula a retomada de discussões de medidas que só prejudicam ainda mais os servidores.

Diante do quadro de Covid-19 no país, as campanhas de solidariedade foram um dos temas.
As ações solidárias realizadas por algumas entidades devem ser reforçadas. É importante que as entidades abracem as campanhas e levem de alguma forma alento para famílias que estão com maiores dificuldades de enfrentamento a essa crise.

A reunião aprovou a realização de Ação de rua com data prevista para acontecer no dia 27 de maio nos estados. Uma comissão formada por cinco entidades (Andes, Condsef, Sinasefe, Fenasps e CSP-Conlutas), se encarregará de definir cidades e locais para desenvolver a ação.
É tarefa de essa comissão garantir que todos e todas envolvidas na ação estejam protegidos.
A atividade deve respeitar o isolamento social e obedecer demais exigências de proteção local.

Os plantonistas Fabiano dos Santos e Roberto Policarpo participaram da reunião e fizeram suas considerações. O coordenador Fabiano dos Santos disse que neste momento em que tantos ataques são empreendidos ao conjunto do funcionalismo, inclusive sob o falso pretexto de combate à pandemia, a união e organização das entidades representativas ganha ainda maior importância.Ele conclui dizendo que o “Fonasefe fez importantes discussões de como podemos avançar na mobilização dos trabalhadores do setor público frente aos desafios impostos pelas restrições a reuniões presenciais e atos públicos tradicionais”.

Na avaliação do coordenador Roberto Policarpo a reunião foi importante pra definir atuação conjunta das Entidades de Servidores de forma conjunta, “tanto na comunicação em defesa do serviço público como também na mobilização ao enfrentamento com esse governo que quer sempre massacrar os servidores”, conclui.

No dia 15 de maio o Fórum realizou reunião virtual com as assessorias de comunicação das entidades no sentido de traçar estratégias de mobilização conjunta em defesa do serviço público. A reunião tirou encaminhamentos de ações disponibilizadas no relatório em anexo.

 

Joana Darc Melo, da Fenajufe

Pin It