Frente Mista do Serviço Público continua debate sobre seminários

Tema “O Serviço público em tempos de pandemia” será trabalhado em encontros regionais. Primeiros acontecem no sábado, 6, organizados por SP, RJ e MG

Entidades integrantes da Frente Parlamentar Mista do Serviço Público reuniram-se na tarde desta segunda-feira, 1, para dar continuidade às discussões organizativas dos webnários que iniciam no sábado, 6 de junho. Pela Fenajufe participaram os plantonistas da semana, Charles Bruxel e Ramiro Lopez. Presença também do coordenador do Sitraemg/MG, Carlos Humberto Rodrigues e do Sintrajuf/PE, Gerson Bezerra.

Na pauta do encontro desta semana, a proposta foi a discussão do teletrabalho no Serviço Público, apontando a realidade vivenciada por todo o segmento e as dificuldades enfrentadas, como o registro de jornada, que em muitas entidades, não existe. A possibilidade de retorno para algumas categorias também foi discutida.

Em reunião realizada na manhã do sábado, 30, foi definido que a partir de 6 de junho, uma série de seminários virtuais – webnários – será realizada com o tema “O Serviço público em tempos de pandemia”, com foco nos seguintes tópicos:
- o funcionamento do tele trabalho e melhorias necessárias;
- o Serviço Público na construção de um Brasil melhor; e
- a pauta do Congresso pós-pandemia (Reforma Administrativa; revisitação da Reforma da Previdência, etc.);

Os primeiros acontecem já no sábado, 6, nos seguintes horários, divididos por estados:
- Minas Gerais, às 10h;
- São Paulo, às 14h e
- Rio de Janeiro às 16h.

Em sua participação, o coordenador Charles Bruxel, avaliou que o momento é complicado, agravado pelos riscos à democracia, sendo ela, um pressuposto para que se possa lutar pelo Serviço Público. Sem ela, não haverá luta. Na sequência, o dirigente solicitou que a Frente Mista também encampasse a defesa da suspensão dos consignados e informou que a Fenajufe encaminhou ofício nestes termos para o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Mais (DEM/RJ).

Ainda segundo o coordenador da Fenajufe, a importância do tema justifica a participação da Frente na empreitada, uma vez que, mesmo não tendo sofrido redução salarial, vários servidores e servidoras acabaram tendo a renda familiar significativamente comprometida pela redução de salários e pelo desemprego provocados pela crise agravada com a pandemia.

Sobre a pauta específica Bruxel apontou que mesmo que muitos servidores apoiem a iniciativa do teletrabalho, quando aplicado de forma generalizada e sem racionalização, acaba sujeitando trabalhadores a condições inadequadas para exercício da função. E mais, ao afastar o servidor do local de trabalho, o teletrabalho acaba impactando sobremaneira a participação do trabalhador na atividade sindical. “Antes eu passava em seções que tinham dez servidores(as) trabalhando). Com o teletrabalho, se encontro dois é muito e isso gera prejuízo para a luta coletiva”, relata o sindicalista.


A Fenajufe debaterá com a organização dos Webnários uma forma de ampla transmissão para garantir máximo acesso da categoria aos debates sobre “O Serviço público em tempos de pandemia”.

Fenajufe Serviços:

O quê? webnários “O Serviço público em tempos de pandemia”
Quando? 6 de junho de 2020
Onde? Espaço Virtual via Zoom:
- Minas Gerais, às 10h;
- São Paulo, às 14h e
- Rio de Janeiro às 16h.

 

Luciano Beregeno, da Fenajufe

Pin It