Ampliada da Fenajufe inicia agora debate de carreira e enfrentamento à reforma administrativa

Delegado(a)s e Observadore(a)s retomam trabalhos na Ampliada da Fenajufe na tarde deste sábado. Propostas serão votadas nesta fase de debates

Delegados(as) e Observadores(as) da Reunião Ampliada da Fenajufe deram início na tarde deste sábado, 10, aos debates sobre aspectos da carreira e também às estratégias de enfrentamento ao avanço da reforma administrativa.

Na abertura dos trabalhos da tarde, a mesa ficou sob direção dos coordenadores Fernando Freitas, Ranulfo Filho e Thiago Duarte. Mais uma vez a preocupação quanto ao cenário político deu tom das falas.

Nos informes de carreira, os Coordenadores Fernando Freitas e Roberto Policarpo falaram sobre a participação da Fenajufe na Comissão Permanente de Carreira do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Policarpo traçou a linha do tempo do trabalho da Fenajufe desde o início desta gestão rumo a essa conquista, lembrando que além de ser permanente, a Comissão também trabalhará outros temas relativos à carreira, o que a torna um espaço imprescindível de luta e resistência.

Freitas, reforçou a fala de Policarpo quanto ao que representa a Comissão como espaço para avanços na carreira. O dirigente destacou ainda a legitimidade e exclusividade da Fenajufe como representação nacional da categoria na construção de propostas a serem levadas à Comissão, após ouvidos os Sindicatos da base. O dirigente finalizou seus informes asseverando a necessidade de um discurso uníssono e sem divisionismos para enfrentar os ataques do momento

Nos informes seguintes o coordenador Fabiano dos Santos e a coordenadora Lucena Pacheco Martins deram informes sobre as ações e atividades em relação ao barramento da reforma administrativa.

Fabiano dos Santos falou sobre a reunião acontecida na quarta-feira, entre o Fonasefe e o Executivo, momento quando foi reafirmada a pauta dos servidores. O coordenador destacou ainda a importância do Fórum na articulação de ações conjuntas entre entidades nacionais e a necessidade de incorporar ao calendário de lutas da Federação, o 28 de outubro como datas de mobilização, apontadas pelo coletivo.  Também a construção da greve sanitária, orientada pela Fenajufe, foi destaque na fala do coordenador, lembrando que o instrumento é legítimo por estabelecer a recusa do servidor(a) em trabalhar, quando não existem condições sanitárias viáveis que o protejam frente a pandemia de Covid-19.

Lucena Pacheco por sua vez deu os detalhes das ações desenvolvidas no combate à reforma. No histórico traçado pela dirigente foram apontadas as medidas adotadas péla Fenajufe por delilberação tanto da Executiva quanto das Ampliadas, quanto a articulações e campanhas de sensibilização tanto da base quanto da população em geral. Ao final, Lucena relatou aspectos da atual campanha de mídia que será lançada nos próximos dias. A agência contratada é de projeção nacional e com experiência em campanhas tanto para o mercado quanto para entidades associativas.

Na sequência foi aberto debate com inscrições para o Plenário Virtual. Mais uma vez foi respeitada a Inscrição Paritária de Delegados(as) e Observadores(as).

A programação da Ampliada nesta tarde segue da seguinte forma:

14h - Informe da Fenajufe - Início e planejamento do debate de carreira

14h30 - Debate e encaminhamentos sobre reforma administrativa, enfrentamento ao retorno do expediente presencial, calendário de eleições municipais e construção da greve sanitária nacional

- Informe da Fenajufe

Plenário - Inscrições paritárias

16h30 - Intervalo

16h40 - Votação dos encaminhamentos apresentados

18h30 - Pendências da Reunião Ampliada de 22/8 

20h - Encerramento

 

Luciano Beregeno, da Fenajufe

Pin It