fbpx
Servidores montam vigília em frente ao Ministério da Economia e cobram abertura de negociação

Servidores montam vigília em frente ao Ministério da Economia e cobram abertura de negociação

Na quarta-feira (16), dia nacional de paralisação, mobilização e greve, foi dado um ultimato ao governo; pressão do funcionalismo vai continuar

Servidoras e servidores estão desde a última quinta-feira (17) mobilizados em frente ao Ministério da Economia e cobram abertura imediata de negociações com o governo sobre a recomposição salarial do serviço público. A vigília é organizada pelo Fórum das Entidades Nacionais de Servidores Públicos Federais (Fonasefe).

No dia 16 de março, servidores realizaram atos em Brasília e nos estados pelo dia nacional de paralisação, mobilização e greve unificada do serviço público. Os dirigentes se concentraram no Espaço do Servidor, na Esplanada dos Ministérios, e, de lá, caminharam até o Ministério da Economia, onde foi dado um ultimato. Mais uma vez, o governo se negou a receber o pleito das categorias e a pressão do funcionalismo vai continuar.

Na próxima quarta-feira (23), o Fonasefe vai reiterar o pedido de negociação com novo ofício na Economia; os servidores sairão da frente da pasta apenas quando forem recebidos por Paulo Guedes. As entidades seguem na construção de uma greve unificada por tempo indeterminado, indicada para iniciar a partir do dia 23/03.

Fonasefe e Fonacate protocolaram pauta de reivindicações no dia 18 de janeiro e até o momento não houve nenhuma sinalização do governo. O documento pede recomposição salarial imediata de 19,99% (referente às perdas inflacionárias do governo Bolsonaro); arquivamento da PEC 32/2020; e a revogação da Emenda Constitucional 95.

Calendário

23/03 – Novo protocolo no Ministério da Economia (solicitação de audiência às 10h);

29,30 e 31/03: Jornada de Luta em Brasília;

30/03: Ocupa Brasília – Caravanas de todos os estados;

01/04: Ato pela Liberdades democráticas: ditadura nunca mais, convocado pelo ANDES-SN, na cidade de Porto Alegre;

07/04: Dia Mundial da Saúde. Fortalecer atos que vão ocorrer em todo Brasil destacando a defesa do SUS;

09/04 :Dia Nacional construído pelo Comando Nacional de Luta pelo “FORA BOLSONARO”.

 

Raphael de Araújo

Pin It

afju fja fndc