Presidente encerra sessão da Comissão Especial ante impasses. Vitória dos(as) servidores(as) e da oposição

Cancelamento é vitória da pressão dos servidores(as), desgastando a base governista, fortalecendo a oposição

A sessão da Comissão Especial da Reforma Administrativa da noite desta quarta-feira, 22, foi cancelada. O anúncio foi feito às 23h22 pelo presidente do colegiado, deputado Fernando Monteiro (PP/PE), depois dos questionamentos levantados pela oposição quanto a uma complementação de voto apresentada pelo relator, Arthur Mais (DEM/BA), às 21h08.

O principal motivo da suspensão foi por haver já transcorrido mais de uma hora de suspensão, o que não é permitido pelo regimento da Comissão. Assim, nova sessão foi convocada para as 9h30 desta quinta-feira, 23.

Segundo informações do coordenador Roberto Policarpo, que acompanhou os trabalhos na Comissão, nenhum acordo de procedimento, o que deixa a sessão de amanhã, recheada de expectativas. E mais: o relator ventilou que deve trazer de volta o artigo 37ª ao relatório. “Cada dia com sua agonia”, brincou Policarpo ao fim dos trabalhos.

Vale lembrar que o presidente Fernando Monteiro encerrou a sessão de hoje, sem a leitura ou deliberação do parecer do relator.

O cancelamento é uma vitória da oposição e da mobilização dos servidores e servidoras e acentua o desgaste e atrito na própria base governista. A madrugada será de muito balcão de negócios entre esses governistas. Mas a principal resposta às artimanhas de Lira e do governo pela PEC 32/20, vem da mobilização e organização dos trabalhadores e trabalhadoras dos serviços públicos.

Fernando Monteiro convocou nova reunião para amanhã (23) a partir das 9h30 da manhã.

Luciano Beregeno, da Fenajufe

Pin It