fbpx

banner tv fenajufe

banner radio fenajufe

banner tv fenajufe

banner fenacast

banner tv fenajufe

banner radio fenajufe

banner tv fenajufe

banner fenacast

Lira afirma que PEC 32 está pronta para o plenário e cobra empenho do governo: "Apoio pálido"

Há dez semanas, servidoras e servidores de todo o País seguem mobilizados contra a PEC 32 na capital federal; pressão continua

Ao mesmo tempo em que cobra do governo empenho pela aprovação da reforma administrativa (PEC 32/20) e dá indícios de que não votará em 2021, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), afirma que a PEC 32 está pronta para o plenário. Em entrevista nessa quinta-feira (18) após reunião de líderes criticou Paulo Guedes e Bolsonaro: "Apoio pálido".

"Com a pouca mobilização de quem quer a PEC e com o pálido apoio do governo, a gente não tem como trazer uma matéria dessa à pauta. Ela está pronta para o plenário a qualquer momento", disse Lira.

Mas não é só isso: há dez semanas, servidoras e servidores de todo o País seguem mobilizados contra a PEC 32 com atos no aeroporto da capital federal, vigília no Anexo II da Câmara (e agora no Senado também contra a PEC do Precatórios) e no trabalho interno no Congresso Nacional. Os parlamentares estão sentindo a pressão e não querem se arriscar devido às eleições de 2022.

Na última terça (16), o líder do governo na Câmara, deputado Ricardo Barros (PP-PR), foi encurralado pelos servidores no aeroporto e ouviu dos dirigentes que ele faz parte de um governo genocida, responsável pelas mais de 611 mil mortes pela Covid-19, e foi chamado ainda de ladrão de vacinas.

Todo cuidado é pouco

O deputado Rogério Correia (PT-MG), um dos coordenadores da Frente Parlamentar Mista do Serviço Público, informou que o governo ainda não tem os 308 votos para aprovar a PEC 32 em plenário. Dessa forma, a proposta não estará na pauta da próxima semana.

No entanto, apesar disso, todo cuidado é pouco e a orientação da Fenajufe é que a pressão sobre os parlamentares deve ser intensificada. Faltando quatro semanas para recesso legislativo, a mobilização permanente em Brasília contra a reforma administrativa continuará nos próximos dias.

PEC do Calote

Mobilização também contra o calote nas dívidas públicas com a PEC 23/21. Os precatórios são as dívidas que a União, Estados ou Municípios devem pagar a servidores(as) após decisões judiciais finais (trânsito em julgado). Ou seja, a proposta adia o pagamento e parcelamento dessas dívidas.


Leia mais: No Senado, servidores dizem não à reforma administrativa e PEC dos Precatórios


Bolsonaro ainda ensaiou uma chantagem pela aprovação da PEC 23, prometendo reajuste aos servidores públicos, mas foi logo desmentido pelo líder do governo no Senado e relator do Orçamento, Fernando Bezerra (MDB-PE). Arthur Lira também afirmou que não vê espaço para o reajuste salarial dos servidores caso a PEC dos Precatórios seja aprovada pelo Congresso.

Observatório

Ferramenta importante disponibilizada pela Frente Parlamentar do Serviço Público e atualizada diariamente é o Observatório da PEC 32 com os nomes dos favoráveis, contrários e indecisos para que as entidades utilizem na pressão aos parlamentares.

Acesse aqui o Observatório da PEC 32

Mobiliza Fenajufe

A Fenajufe lançou a plataforma Mobiliza Fenajufe para que as servidoras e servidores do PJU pressionem os deputados a votarem contra a reforma administrativa. Selecione o estado e envie mensagens pelo Facebook, Twitter, Instagram e WhatsApp. Você pode ainda personalizar um e-mail para o(a) deputado(a). Na “pastinha”, você acessa dados como as bases eleitorais do(a) parlamentar.

Acesse aqui o Mobiliza Fenajufe e pressione!

🚫 Não à Reforma Administrativa

🚫 Não à PEC dos Precatórios

 

Raphael de Araújo (texto e foto)

Pin It

afju fja fndc