Fonasefe define estratégias de mobilização durante pandemia

                                                                                                


 A Fenajufe participou, na manhã da terça-feira (14), da reunião convocada pelo Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe) para discutir estratégias durante o período de pandemia de Covid-19, causada pelo novo coronavírus. Os coordenadores Edson Borowski e Erlon Sampaio representaram a Federação.

Na pauta, os informes e avaliação da conjuntura; ações do funcionalismo público no período da pandemia; e encaminhamentos. A reunião aconteceu por vídeo conferência, seguindo as orientações das autoridades de saúde que recomendam medidas de distanciamento social.

As entidades aprovaram a criação de um vídeo com roteiros e pontos a serem abordados e que será decidido por uma comissão formada pela Fasubra, CSP Conlutas e Fenajufe. Além disso, inserção de spot de rádio (de até 20 segundos) para divulgação nas rádios em várias cidades pelo País.

Frente a possibilidade de redução ou congelamento de salários neste momento de crise - onde o Serviço Público é maior responsável por salvar vidas e manter as instituições funcionando - as entidades construirão uma nota política em nome do Fonasefe diante da realidade da pandemia no Brasil e no mundo, com os impactos na saúde e na economia.

A próxima reunião do Fórum acontece na próxima terça-feira (21).

Encaminhamentos:

1 - A comissão designada semana passada irá apresentar a minuta do documento político até quarta-feira (15/04) com o eixo central do documento: “a vida acima do lucro! Em defesa dos serviços e dos servidores público para combater a pandemia do COVID-19!”. (ANDES-SN, SINASEFE, ASSIBGE, ASFOC-SN, CSP-CONLUTAS).

2 -Elaboração de roteiro e levantamento dos preços para produção de vídeo e spot do FONASEFE em defesa dos servidores e serviços públicos no enfrentamento a pandemia. (CSP-CONLUTAS, FASUBRA, FENAJUFE)

3 -ANDES-SN vai disponibilizar a conta da CNESF para as entidades realizarem o pagamento para patrocínio das lives do FONASEFE. Valor por entidade R$ 200,00. ANDES-SN também vai disponibilizar sua plataforma para produção das lives.

4 -Live - 16/06/2020 – tema: Os serviços públicos e a saúde; entidades participantes: CSP-Conlutas, FENASPS, FASUBRA. Mediação: ANDES-SN.

Live - 23/06/2020 – tema: Essencial é todo o funcionalismo público. Participantes: CONDSEF, SINASEFE, Convidado especial (Maria Lúcia Fatorelli ou Eduardo Moreira). Mediação: ASSIBGE-SN.
Sobre a realização das lives foi destacado a necessidade de cada instituição do FONASEFE realizar a divulgação do card antes e que durante a transmissão faça o compartilhamento pois assim tem um maior alcance.

5 -Adesão do FONASEFE ao manifesto para exigir a taxação das grandes fortunas.

6 - Campanha de solidariedade do FONASEFE, com medidas de solidariedade a serem desenvolvidas e a possibilidade de constituição de um fundo de contribuição. O formato da campanha vai ser apresentado por uma comissão na próxima reunião. (SINASEFE, FASUBRA, ASSIBGE-SN).

7 - Realizar campanha nacional de denúncia sobre a situação da falta de EPI’s e de medidas efetivas para proteção dos servidores públicos nos locais de trabalho e no atendimento a população. As entidades mais ligadas a saúde vão fazer um raio x da situação para apresentar na próxima reunião. E uma comissão (SINASEFE, FASUBRA, ASSIBGE-SN), vão apresentar uma proposta de desenho da campanha.

8 - Incluir no documento político do FONASEFE a defesa contra todas as demissões do setor da saúde e contra a terceirização.

9 - Próxima reunião 21/04/2020, às 8h30min, por meio do Google Meet. Para participar as entidades devem enviar e-mail para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. até o dia 20/04/20.

10 - Aprovada moção de repúdio as ameaças sofridas pela Liderança Indígena Tremembé do Maranhão, Raquel Tremembé. Responsável pela elaboração: CSP-Conlutas

11 - Pauta da próxima reunião: Ações do FONASEFE sobre a MP 922/2020 e a PEC 10/2020.

 

Raphael de Araújo, da Fenajufe

Pin It