Covid–19: pandemia aumenta e atinge servidores do Judiciário

Desde o mês de março, a COVID -19 ronda o Judiciário. Já foram contabilizadas as mortes de dez servidores, entre o Judiciário Federal e o Estadual. As mortes dos servidores evidenciam a importância de políticas de distanciamento social e reafirmam a necessidade de obedecer as orientações das organizações de saúde, Ministério da Saúde e demais normas decretadas nos estados e no Distrito Federal. A Fenajufe defendeu desde o início o direito à vida e a um serviço público de qualidade como prioridade de atuação da entidade.

Tão logo o País adotou o isolamento social como a medida protetiva mais eficaz contra o novo coronavírus, a Fenajufe com extrema preocupação com as servidoras e servidores dos órgãos do PJU e MPU, solicitou ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e aos Tribunais Superiores a suspensão de expediente presencial e a instituição do trabalho remoto.

Além disso, a Fenajufe em conjunto com a Fenajud solicitou também medidas protetivas para todos os servidores do judiciário federal e estadual com atenção especial aos oficiais de justiça, agentes de segurança e demais servidores que exercem funções essenciais durante a Pandemia.

As medidas não impediram que a doença trilhasse a rota dos tribunais, comarcas e fóruns nas várias regiões do país e desfalcasse o quadro de servidores. No dia 25 de março Carlos Alberto de Araújo Rocha, lotado no Tribunal Regional Federal da 2ª região do Rio de Janeiro, foi a primeira vítima entre nossos colegas. Uma semana depois o oficial de justiça José Dias Palitot Júnior do TRT da 2ª Região/ SP faleceu aos 44 anos. O Tribunal de Justiça de São Paulo registrou ainda a morte do também Oficial de Justiça João Alfredo Portes no mesmo mês. 

O Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT - 2ª-SP) registrou a quarta morte no judiciário dia 04 de abril. Clarice Fuchita Kestring (oficiala de justiça) tinha 63 anos. O mês de abril ampliou o quadro de mortes. No dia 13, o Servidor aposentado do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (RS) Henrique dos Santos Castro. No dia 23, o judiciário registrou a primeira morte entre os agentes de segurança. O Agente de Segurança do TRT da 8ª Região (TRT PA/AP) Gonçalo Augusto Rodrigues de Freitas, de 61 anos de idade, entrou para a estatística. 

E não parou por aí. Ainda no mês de abril, o servidor da Justiça Federal em SP, Roberto José Alberto morreu no dia 28. Maio mal começou e já deixou marcas. Desta vez o registro é do Agente de Segurança Rui Adriano Nogueira de Araújo, de 59 anos. Ele era lotado no Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região (TRT 11ª - AM- RR) e morreu no dia dois.

 Em âmbito estadual, registramos a morte do servidor Kleber Bulle Rocha (dia 04 de maio), oficial de justiça. Ele trabalhava na central de mandados de Belford Roxo, estado do Rio de Janeiro. No andamento da confecção desta matéria, outro servidor perde a batalha contra a COVID-19. Outro Oficial de Justiça lotado no Tribunal de Justiça do Pará( TJPA) Roberto Carvalho, morreu neste dia 7 de maio. 

O Brasil já conta com mais de 135mil casos oficiais de infecção pelo novo Coronavírus. O presidente Jair Bolsonaro segue na contramão e debocha da letalidade do vírus. Com ele segue uma legião de adoradores que não entendem que o momento é de pensar em si, na família e na coletividade. É imprescindível buscar, preservar e aumentar o isolamento social.

O número de mortes aumenta a cada 24 horas. A COVID- 19 não escolhe vítimas, ela mata. Não existe idade, cor, sexo, ou nível social, apesar de afetar mais profundamente a periferia deste país. A cada dia familiares não podem se despedir de seus entes queridos. Isso talvez signifique a pior das perdas.

A Fenajufe desenvolveu um Hotsite onde manterá todas as informações sobre a Pandemia no Brasil e no mundo com atualizações diárias. Ações realizados pelas entidades, vídeos, prevenção, orientações e demais assuntos sobre a COVID-19 estarão disponíveis. A Federação solicitou ainda aos Sindicatos que informem sobre casos de morte quando houver para, infelizmente, registro na coluna “ In memoriam”, na plataforma.

 

Joana Darc Melo, da Fenajufe
Arte: Anne Oliveira

*Atualizada às 18h33 do dia 12 de maio de 2020 para reposicionamento da imagem que ilustra a matéria.

Pin It