fbpx

banner tv fenajufe

banner radio fenajufe

banner tv fenajufe

banner fenacast

banner tv fenajufe

banner radio fenajufe

banner tv fenajufe

banner fenacast

Judiciário no Piauí completa oito dias em greve e programa vigília para quinta (30)

Servidores do Judiciário Federal no Piauí e Ministério Público completaram nesta segunda (27) oito dias em greve no estado. A concentração aconteceu na sede do Tribunal Regional Eleitoral, ponto estratégico escolhido pelos manifestantes para ganhar visibilidade por conta do período eleitoral.

A segunda semana de greve terá novos atrativos: na terça, os servidores se reúnem novamente no TRE, às 7h da manhã; na quarta, farão um ato público em frente ao TRE com as demais categorias em greve debatendo sobre o direito de greve no serviço público e na quinta haverá uma vigília, também em frente ao TRE, que tem por objetivo pressionar o Governo a incluir o PCS no Orçamento, já que sexta é o prazo final para o Executivo enviar a proposta orçamentária ao Legislativo.

A diretora Madalena Nunes chama a atenção dos servidores que ainda não aderiram ao movimento. Ela enfatiza a necessidade de mais mobilização nestes dias, em que finaliza o prazo para o envio da proposta de orçamento ao Congresso, além das eleições. Para ela, será difícil a categoria conseguir outro momento propício para pressionar o Governo. “Nós podemos ter a certeza de que se nós não aprovarmos este plano até as eleições, vamos passar mais alguns anos lutando. A gente sabe que fazer greve não é fácil, mas viver é correr riscos”, ressalta a diretora do Sintrajufe-PI.

O diretor Pedro Laurentino lembra ainda aos grevistas que é crucial não voltar ao trabalho após as manifestações de greve. Ele reforça a necessidade de paralisar cada vez mais os serviços até as eleições, principalmente esta semana, que antecede o envio da proposta do Governo ao Congresso. “Nós temos que parar o TRE nos próximos dias e mostrar para eles que nós não estamos brincando. Não podemos mais esperar, já se passaram seis anos e nós temos direito ao nosso reajuste”, reforça Laurentino.

Fonte: Sintrajufe-PI

Pin It

afju fja fndc