Segunda etapa da campanha do Sintrajufe/RS denuncia a destruição dos serviços públicos com a PEC 32/2020

O Sintrajufe/RS começa hoje uma nova etapa da campanha contra a reforma administrativa (PEC 32/2020) iniciada em outubro de 2020 no rádio, na televisão e nas redes sociais. Neste mês o Brasil deve chegar a 400 mil mortos pela Covid-19.

Tamanha mortandade poderia ter sido evitada se o governo federal não tomasse medidas que sabotassem o combate à pandemia. Enquanto a pandemia saía totalmente do controle, o governo estocava testes em galpões e garroteava os recursos destinados aos serviços públicos com a manutenção da EC 95/2016 e a aprovação da EC 109/2021 que praticamente impedem novas contratações de servidores, inclusive para a saúde, até 2036.

Na Cúpula do Clima, mentiras. Enquanto Bolsonaro prometia acabar com o desmatamento ilegal e seu ministro do Meio Ambiente prometia dobrar o orçamento que nem conhecia, os fiscais ambientais denunciavam as novas normas que freavam a capacidade de fiscalização sobre os predadores da natureza.

A nova etapa da campanha liga tudo isso e traduz em peças o sentimento de que a PEC 32 faz parte das medidas do governo de destruição das conquistas do povo brasileiro e do patrimônio nacional.

A campanha terá peças veiculadas na TV, rádios, redes sociais e jornais do interior. O objetivo é cobrir as cidades onde há sedes da Justiça Federal e do Trabalho e também cartórios eleitorais, para ajudar os colegas a fazerem pressão nos deputados de sua região. É a mobilização de todos e todas que pode derrotar a PEC 32.

Primeira fase atingiu 13 milhões de pessoas

Na primeira parte da campanha, o sindicato atingiu 13 milhões de pessoas com spots veiculados no Jornal do Almoço, propagandas no início da manhã na rádio Gaúcha e peças para Facebook, Instagram e Youtube.

As peças explicavam e denunciavam os efeitos da PEC 32 na vida das pessoas que dependem dos serviços públicos para garantir acesso a direitos elementares como saúde, educação, segurança e justiça. Também foram instalados outdoors em conjunto com outras entidades sindicais.

Vários vídeos foram produzidos abordando diversos efeitos da PEC. O fim dos concursos públicos, a subsidiariedade, a possibilidade dos governos acabarem com órgãos públicos numa canetada, a ameaça de censura a servidores e o fim da estabilidade, entre outros temas. Estes vídeos podem ser vistos na página do sindicato sobre a “reforma”.

Além disso, o sindicato produziu uma cartilha com perguntas e respostas a fim de ajudar a desmontar as mentiras contadas pelo governo e órgãos de imprensa sobre as consequências da PEC. Uma delas é que ela não atingiria os atuais servidores e servidoras e aqueles que já se aposentaram, nada mais falso.

Cartilha da Reforma AdministrativaBaixar

Pin It