Relator afirma que PEC Emergencial perdeu importância no momento, mas retorna à pauta após fim da crise do coronavírus

Após ter a leitura do parecer à PEC 186/19 (Emergencial) adiada, o relator, senador Oriovisto Guimarães (Podemos/PR), afirmou em entrevista ao site Congresso em Foco que a PEC perdeu a importância no momento.

“Acho que essa é uma PEC que pode esperar e que vai ser feita presencialmente mais tarde. Nada que está previsto na PEC seria aplicado hoje. O que se faz agora é o contrário, é injetar dinheiro na economia, não é cortar gastos. A PEC neste momento perdeu a importância, será mais importante na hora que acabar a crise, agora não”. 

 

Inicialmente, a presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado (CCJ), Simone Tebet (MDB-MS), havia mantido a leitura para a quarta-feira (18), mas, depois da forte pressão sobre o parlamento - articulada pelos trabalhadores tanto da iniciativa privada quanto do setor público -, a senadora recuou e cancelou a sessão.

Contudo, tanto o relator quanto a presidente da CCJ, concordam que a PEC 186/19 voltará à pauta de discussões do Senado tão logo a crise do novo coronavírus (COVID-19) esteja controlada. O senador afirmou que seu parecer já está encaminhado.

No mesmo dia 18, entidades representativas de vários segmentos do serviço público e da classe trabalhadora protagonizaram uma forte mobilização digital nas redes sociais com cards, banners, vídeos e frases de repúdio contra as reformas do governo Bolsonaro. O 18M também foi de valorização e defesa do serviço público.

Raphael de Araújo, da Fenajufe

Foto: Pedro França/Agência Senado

Pin It