Reunião da Frente retoma campanha de valorização do Serviço Público

Nesse momento de pandemia e suas consequências é preciso continuar a luta em defesa do serviço e servidores públicos que estão com seus direitos ameaçados

A Frente em Defesa do Serviço Público realizou nesta segunda (18), mais uma reunião virtual.
Mesmo no formato remoto devido a pandemia do novo coronavírus,a reunião contou com a participação de mais de cinquenta pessoas. 

Entidades como Condsef, Sinal, Condsef, Asfoc, Anfip, Sitraemg, CTB, CGT, Fenajufe, entre outras estiveram presentes. Pela Fenajufe participaram Fabiano dos Santos e Roberto Policarpo, plantonistas da semana. Representando o Parlamento a Senadora Zenaide Maia( (PROS/RN),Senador Paulo Paim ( PT/RS) e a deputada Alice Portugal (PCdoB/BA) coordenadora da Frente. Na pauta a indignação com esse governo que está usando a pandemia para massacrar ainda mais os servidores públicos. 

Os servidores pediram atenção especial para que as entidades reforcem o isolamento social, visto que o Ministério da Economia já sinaliza o fim do teletrabalho. O retorno ao trabalho presencial expõe os servidores num momento em que a pandemia se apresenta no pico de contágio. Necessário acompanhar e exigir que a distribuição de Equipamentos de Proteção Individual(EPIs), seja feita a contento para todos os servidores que estão trabalhando na linha de frente na pandemia de COVID-19.

O coordenador Fabiano destacou as mudanças permanentes que foram promovidas na Lei de Responsabilidade Fiscal(LRF),em especial a que estabelece vedações a reajustes em determinados momentos. “A vedação de reajustes nos últimos 180 dias de mandato de chefes do Poder representam um grave ataque aos servidores do Judiciário Federal, haja visto o mandato de dois anos do presidente do STF". Segundo ele, fica vetado também a questão do parcelamento para além desse mandato, o que inviabiliza as negociações salariais conforme têm ocorrido para categoria.

Roberto Policarpo diz que o tema da LRF deve ser tratado assim que passar a pandemia porque “o assunto é muito pior do que o congelamento até 2021”. O dirigente falou da questão da suspensão dos empréstimos consignados. Disse que a Fenajufe encaminhou oficio ao Presidente da Câmara dos Deputados, deputado Rodrigo Maia, solicitando que a Câmara vote imediatamente os projetos que estão tramitando sobre o assunto e pediu apoio do Senador Paulo Paim. “Quero pedir até ao senador Paim para ajudar na Câmara. Muitos servidores estão pedindo porque na verdade organizam suas famílias e estão passando por um momento muito difícil”, disse Policarpo.

A reunião deliberou pela campanha de valorização do serviço público nas redes sociais. Para integrar é necessário encaminhar foto com frases de efeito para a secretária da Frente Parlamentar, Patrícia Coimbra.

CONFIRA ATA 

 

Joana Darc Melo, da Fenajufe

Pin It