Entidades do Serviço Público pedem a suspensão da tramitação da PEC 32 em ato em Brasília

A atividade no Anexo II da Câmara se encerrará a tarde com a entrega do abaixo assinado para Arthur  Lira

Várias entidades representativas do Serviço Público realizaram ato em frente o Anexo II da Câmara dos Deputados nesta manhã (9). O ato foi organizado pela Frente Mista do Serviço Público e entidades parceiras e teve como objetivo pedir a suspenção da tramitação da PEC 32.

O Coordenador Fernando Freitas esteve presente ao ato e manifestou em nome da Federação a rejeição à Reforma Administrativa que o governo quer aprovar a todo custo. Para Freitas a reforma “não beneficia o Brasil nem os brasileiros” e que fazer uma “reforma administrativa sem ouvir os destinatários dos serviços públicos, é covardia”.

O dirigente ressaltou que é necessário que o presidente da Casa, o deputado Arthur Lira (PP/AL) receba os representantes das categorias organizadas e sindicatos para que “possamos fazer um debate amplo sobre a verdadeira reforma que o estado brasileiro precisa”.

Freitas disse ainda que é preciso “uma reforma política urgente, uma reforma tributária e reforma social onde os banqueiros sejam taxados, onde os lucros sejam melhor divididos, e onde exista a auditoria da dívida pública”.

                                      Acompanhe o vídeo:

A PEC32 teve sua admissibilidade aprovada no dia 25 de maio na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara. Já a partir desta manhã (9) a Comissão Especial que vai analisar a proposta, já estará apta a iniciar os trabalhos de análise logo após a escolha do presidente da comissão e do relator da proposta, a serem definidos nesta data.

Diante desse avanço no andamento da proposta, intensificar a pressão contra a reforma torna-se urgente e necessário. A unidade das categorias, classe trabalhadora e sociedade civil nesse momento é fundamental.

Uma reunião com o presidente da Câmara, está marcada para a tarde de hoje. Na ocasião, as entidades farão a entrega do abaixo assinado contra a reforma administrativa, com quase um total de 150 mil assinaturas.

O documento pede a suspensão da tramitação da PEC 32/20 – a reforma administrativa – durante o período que durar a pandemia e as restrições de atividades presenciais com a participação de representações sociais nas dependências da Câmara dos Deputados, o que impede a necessária discussão tão necessária sobre o tema.

O ato teve ainda a participação de parlamentares contrários à proposta que visa o fim do funcionalismo e a destruição dos serviços. O deputado Rogério Correa reforçou a importância da unidade do povo para enfraquecer o governo e derrubar a PEC.

Além do deputado do Partido dos Trabalhadores de Minas Gerais e um dos coordenadores da Frente Parlamentar Mista, estiveram presentes a deputada Fernanda Melchiona (PSOL/RS), o deputado Israel Batista (DF), Erika Kokay (PT/DF) e Alice Portugal do (PCdo B/BA).

 

Joana Darc Melo, da Fenajufe

Pin It