Servidores abrem 11ª semana de protestos contra reforma administrativa

Nos aeroportos das capitais acontecem os tradicionais bota-fora, e Distrito Federal, a "recepção calorosa e afetuosa", continua com a pressão 

Mobilizados, Servidoras e Servidores Públicos de todo o pais deram inicio a mais uma semana de mobilização em Brasília, contra as PECs 32/20 e 23/21. É a 11ª com atos e protestos na Capital da República. Nos protestos, a tônica é a denúncia dos prejuízos que virão para a população, caso a reforma seja aprovada. 

Proposta pelo governo Jair Bolsonaro, a reforma administrativa - PEC 32/20 - dificultará a oferta de servoços públicos gratuítos à população que mais precisa deles. E mais: áreas sensíveis como a repressão a queimadas e desmatamento ou combate ao trabalho escravo, poderão ser extintas com a reforma. Para o social, os poucos programas sociais e contnuados em saúde que ainda não foram desativados, como a distruição de medicamentos de alto custo e até mesmo os de HIV/Aids, também podem ter o mesmo fim.

Se votar, não volta!

É com esse grito de guerra que os protestos iniciam a semana. Nos aeroportos das capitais acontecem os tradicionais bota-fora, enquanto que no Distrito Federal, a "recepção calorosa e afetuosa", continua com a pressão 

O recado é claro: deputado e deputada que votar pela aprovação da reforma administrativa - a PEC da Rachadinha - não será reeleito. Acompanhe também no TikTok, AQUI.

Considerado por alguns parlamentares como "grande sinal da vontade popular", o aviso chegou a ser ironizado pelo então relator da reforma administrativa na Comissão Especial, deputado Arthur Maia (DEM/BA) em reunião com lideranças e entidades da Frente Parlamentar Mista do Serviço público. À época ele debochou dos servidores e servidoras, vangloriando-se de ter sido reeleito pela conta vez, mesmo tendo sido relator da reforma da Previdência. 

Calendário da semana

Para essa 11ª semana de protestos, as atividades estão programadas da seguinte forma:22/11

Manutenção das atividades de pressão nos aeroportos de partida dos deputados e senadores na 2ª e 3ª feiras.

23/11

Manhã - aeroporto Brasília

Tarde - concentração em frente ao Anexo II da Câmara dos Deputados.

24/11

9h - encontro no Espaço do Servidor, seguido de ação

Tarde - ato no Anexo II da Câmara dos Deputados

25/11

Manhã - Ato em frente ao Senado Federal (PEC 23)

15h - reunião presencial da Operativa, na sede da CUT/DF para desenhar proposta para a semana seguinte (propostas serão deliberadas no Fórum dos TSP, sexta-feira, 11hs)

Está em construção também uma reunião com senadores, para tratar da PEC 23/21, com data e horário a confirmar. 

8/12 – Dia Nacional de Luta

O Dia da Justiça é data também indicada para um dia nacional de lutas com mobilizações, paralisações, assembleias e audiências públicas, de todo o funcionalismo, nas três esferas. Com o mote “Justiça é ter serviço público gratuito e de qualidade para todos”, o objetivo é movimentar todo o funcionalismo público de alguma forma e demonstrar a nossa indignação com a política do governo dispensada a este seguimento de trabalhadores e em consequência a toda a população brasileira, que utiliza esses serviços.

A data marca ainda o aniversário de 29 anos de fundação da Fenajufe, cuja programação será divulgada em breve.

Outras datas previstas para o período são essas:

1º/12 - O orçamento é nosso: mais verbas para os serviços públicos e reposição salarial já! (por conta do orçamento)

04/12 - Dia de Mobilização das Mulheres: Bolsonaro Nunca Mais

08/12 - Dia da Justiça - Dia Nacional de Lutas - Justiça é ter serviço público gratuito e de qualidade para todos

26/01/2022 - Marcha de Abertura do Fórum Social Mundial pela Justiça e Democracia e do Fórum Social das Resistências

Luciano Beregeno, da Fenajufe

Pin It