Plenária institui e regula rodízio na Executiva

Luciano Beregeno
Foto: Guilherme Garcia 

Um recurso apresentado no segundo dia da XX Plenária Nacional Extraordinária solicitando o restabelecimento do rodízio entre diretores titulares e suplentes na Direção Executiva da Fenajufe. Interposto pelo Sintrajud/SP, Sintrajufe/RS, Sindjufe/BA, Sindjufe/MS e Sindjus/AL, o recurso tem por argumento a ampliação e participação dos suplentes durante o mandato.

No documento as entidades apontam ainda que o 9º Congrejufe não “acatou proposta de lista fechada e os delegados votaram nas chapas e em suas propostas e programas, independente de quem estaria na titularidade a partir daquele momento”.

Várias questões de ordem foram apresentadas e superadas pelo plenário, que as rejeitou, estabelecendo o procedimento para deliberação: leitura das atas das reuniões da Fenajufe de 7 de agosto e 23 de novembro, tempestividade e admissibilidade; mérito do recurso; e regulamentação do rodízio.

Após mais debates tensos e atrito entre os campos presentes na plenária, o rodízio entre diretores titulares e suplentes foi restabelecido. Após um ano contado a partir da posse dos diretores (1º de maio), as chapas poderão alterar seus representantes titulares, indicando o suplente que o substituirá.

Pin It